segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Cervejeiros caseiros em festa no Rio de Janeiro

Começou com força total a cena cervejeira deste ano no Rio de Janeiro! Fizemos no último sábado o primeiro evento da ACervA Carioca em 2012, reunindo cervejeiros caseiros em um grande churrasco de confraternização para comemorar os seis anos da primeira reunião histórica, que acabou resultando no surgimento da associação.

Não faltou cerveja caseira de boa qualidade, com vários novos associados apresentando suas recentes criações e fundadores veteranos mostrando que a experiência conta muito na produção de cerveja artesanal. Até eu - que não faço cerveja há um bom tempo - levei pão de malte, feito por mim mesmo com o bagaço de malte do mosto da Fraga Weiss e que foram muito elogiados.

Tivemos até visitas ilustres, como Gilberto Tarantino, dono da importadora e distribuidora paulista que leva o mesmo nome, e James Watt, dono da cervejaria escocesa BrewDog, que havia desembarcado no Brasil na véspera do churrasco para abrir uma rede de bares de cerveja especial, no Rio e em São Paulo.

Era tanta cerveja, que haviam várias estações, com chopeiras, tinas e freezer abarrotados de caseiras. Para você ter uma ideia, veja esta lista com algumas cervejas que os associados levaram: Super Wit, Oatmeal Stout, American IPA, Dubbel, Dunkel Weiss, Weiss, Ale Trappista, Fornicale, Kolsch, Golden Ale, APA, Penedon Natur Helles, Pale Amy APA, Lager Helles Bock, CASAVERDE Blend SMASH, American Honey Ale, JB All Malte e Elixir Citra Dark Ale - uma Black IPA que fez um Dry Hopping com lúpulo em flor na hora! Um belo começo para um ano que promete muita cerveja boa pela frente.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Pão e cerveja - literalmente!

Semana que vem tem churrasco da ACervA Carioca e vou levar pão de malte. Peguei uma antiga receita que rola entre o pessoal e botei a mão na massa - com trocadilho! Na foto acima, os ingredientes misturados e sovados, descansando antes de irem para a forma. Resultado da minha visita ao Fraga para pegar bagaço de malte da brassagem que ele fez ontem.

Desenterrei minhas formas do armário da cozinha e enchi quatro. Enquanto a massa dobra de tamanho, pré-aqueço o forno em temperatura alta para que os primeiros 20 minutos deixem a casca bem crocante.

Depois de prontos, ficaram bonitos e gostosos. Deixei esfriando, embalei e congelei. Vou levar no churrasco da ACervA, quem comparecer vai poder experimentar.

Para completar, abri uma Chorume, a Belgian Golden Strong Ale caseira de 9,2% do meu amigo Renato Steiner. Pão e cerveja nunca fizeram uma dupla tão desejada!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

E agora com vocês, Blues Etílicos Hellbier!

Foi lançada ontem no Lapa Café a cerveja da Banda Blues Etílicos. Como não poderia deixar de ser, teve show dos caras, que estão completando 25 anos de estrada. Pra completar, Leo Gandelman estava na plateia e subiu ao palco para dar uma canja com os amigos. Excelente harmonização para uma cerveja tão deliciosa.

A Blues Etílicos Hellbier é uma cerveja muito refrescante e equilibrada, de estilo Helles, mas com pegada americana de amargor. Mais uma bela criação do grande Severino, mestre-cervejeiro da Mistura Clássica, de Volta Redonda (interior do Rio), que emprestou as panelas e tanques para a banda fazer sua primeira cerveja. Pelo que eu vi ontem, a cerveja agradou em cheio ao público que lotou o show, mesmo para quem não está acostumado com cervejas mais amargas. A Blues Etílicos Hellbier tem 4,8% de álcool e rótulo em forma de guitarra, que tem tudo a ver com a cara da banda.

Mais uma cerveja de altíssima qualidade que entra no mercado como opção para ser consumida em grandes quantidades. Parabéns ao Blues Etílicos pela iniciativa, ao Severino pela criação e ao baixista da banda, meu amigo Cláudio Bedran, que soube desenhar uma cerveja artesanal única e de grande drinkabilidade.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

2012 chegou com tudo

Estamos no dia 19 de janeiro e a agitação do mundo cervejeiro chegou com tudo!

Ontem, dei treinamento no Delirium Café para o dono de duas lojas de vinho que está ampliando seu negócio com a comercialização de cervejas especiais. Além deste treinamento, conduzi três degustações-palestra do Reveillon pra cá, o que reflete o aquecimento do mercado e o interesse crescente sobre o assunto.

No treinamento de ontem, degustamos duplas de estilos diferentes da mesma cervejaria, como a La Chouffe Blond e a Houblon aí da foto. Este exercício é fantástico para estabelecer as diferenças entre estilos e rótulos, muitas vezes sutis e difíceis de perceber quando se degusta separadamente.

Se depender da demanda por cultura cervejeiro, 2012 está sendo um Feliz Ano Novo!