domingo, 11 de dezembro de 2011

Design de embalagem de cervejas 01

A 21st Amendment Brewery, de São Francisco, Califórnia, lançou uns rótulos de cerveja que ao mesmo tempo são uma homenagem à história dos EUA e um golaço na criação de embalagens criativas, fora do convencional. Como esta aí de cima, de Session Ale, que mostra o macaco que tripulou o primeiro vôo aeroespacial da Nasa.

domingo, 27 de novembro de 2011

Conheça o maior festival de cervejas especiais do Brasil



Semana passada aconteceu em Blumenau o Festival Brasileiro da Cerveja, na Vila Germânica, mesmo local que recebe a Oktoberfest. Estavam presentes mais de 500 rótulos de cervejas especiais, entre importadas, artesanais brasileiras e cervejas caseiras. O vídeo acima, do meu amigo Raphael Rodrigues, editor do blog All Beers, traz alguns depoimentos que retratam o clima de festa e a importância deste festival para a cultura cervejeira no país.

domingo, 30 de outubro de 2011

Pólo de Grandes Cervejarias na região serrana do Rio

Ontem inaugurou em grandissíssimo estilo a espetacular Vila St. Gallen, em Teresópolis, na região serrana do estado do Rio de Janeiro.

Uma cervejaria que veio para ser um marco na difusão da cultura cervejeira do nosso país. Misto de Vila Germânica, com ruas cenográficas onde funcionarão lojinhas (a sorveteria carioca Mil Frutas, por exemplo), diversos ambientes (bar, restaurante, bier garten, sala de fondues, café) além de uma enorme sala de brassagem aberta ao público, numa área toda envidraçada, com equipamentos de primeira linha.

O objetivo dos idealizadores da Vila St. Gallen, da cervejaria Sankt Gallen, que detém a marca Therezópolis e pertence ao Grupo Arbor, é atrair o público através do turismo cervejeiro, valorizando uma antiga vocação da região serrana. Herança da época em que Petrópolis era residência de descanso da família imperial e, devido à qualidade de sua água, abrigou muitas cervejarias.

Criaria-se na serra fluminense um pólo de megas cervejarias planejadas para a visitação turística, integrando uma charmosa rota de cervejarias.

Parece que a proposta do pessoal da St. Gallen pegou. A Ambev já anunciou um gigantesco investimento na região, com a inauguração de uma cervejaria aberta ao público prevista para começar a funcionar ainda em dezembro de 2011.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Cervejas especiais em Rio das Ostras

Fim de semana passado conduzi uma degustação e harmonização com cervejas Baden Baden e Eisenbahn, em Rio das Ostras. O local escolhido pelo distribuidor local, a Adega Cocoricó, que me convidou, foi o Bartrô - Bar & Bistrô, único restaurante da Região dos Lagos que participa da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança. Um local de gastronomia sofisticadíssima, apesar das comidas harmonizadas serem de boteco. Todos os petiscos estavam uma delícia, executados com destreza pela sensacional equipe do simpático e competentíssimo chef Pedro Rodrigues.


Um detalhe interessante é que criamos o cardápio (ao lado) em conjunto por telefone, eu no Rio e o Pedro em Rio das Ostras, durante algumas noites de muita troca de informações e aprendizado para ambos.

Foram degustados quatro rótulos de Baden Baden e quatro de Eisenbahn, harmonizados com oito petiscos.

Uma noite muito agradável, de casa lotada, sucesso de público e de crítica, que vai ficar para sempre na nossa memória gustativa.

Precisamos fazer mais eventos como esse...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Obama é homebrewer

A primeira notícia desta cerveja feita na Casa Branca foi no SuperBowl, servida aos convidados de Obama.

Semana passada foi a vez de um ex-combatente ter a mesma honra, ao ter seu pedido de tomar uma cerveja com o presidente atendido.

A cerveja é feita por um chef da Casa Branca em equipamento comprado com dinheiro pessoal do próprio Obama - pra não dizerem que estão usando recursos públicos para produzir bebida alcoólica.

Batizada de White House Honey Ale, utiliza mel de uma colméia que fica no terreno da Casa Branca.

Esse Obama sabe das coisas.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Rio confirmando vocação de mercado teste

Foi aberto ontem o 1º barril do chope Mosteiro Tripel no Boteco Colarinho, que confirma sua vocação como prova de força para cervejas que queiram testar suas qualidades.

Passagem obrigatória de quem gosta de cerveja especial, está sempre lotado e não faltam sommeliers, distribuidores, donos de bares, cervejeiros caseiros, microcervejeiros e aficcionados em busca de chopes artesanais brasileiros e importados.

Infelizmente, o chope não foi aprovado e acabou sobrando no copo de quem pediu cheio de esperança de beber uma novidade de qualidade.

A boa notícia é que, com a opinião de quem entende e está acostumado a produzir, degustar e vender boas cervejas, o chope será ajustado e terá seus defeitos consertados.

Ponto para faz e para quem bebe cerveja de verdade.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O melhor festival de cervejas artesanais do Brasil


Este video é do meu amigo de São Paulo Raphael Rodrigues, que capturou como ninguém o espírito do Beer Experience para o seu blog All Beers.

Eu estive lá - assim como em diversos outros festivais de cervejas artesanais que aconteceram pelo Brasil nos últimos dois anos - e posso afirmar que o Beer Experience foi o que mais se assemelhou aos festivais que vemos em países onde a cultura cervejeira está madura e assimilada pelo público em geral, não apenas por quem mexe, direta ou indiretamente, com cervejas.

Veja o vídeo e perceba o clima de felicidade, euforia e descontração de quem gosta de cervejas especiais e busca novas experiências gastronômicas com elas.

Uma prova de que a produção e a importação de cervejas artesanais no Brasil está caminhando a passos largos e chegou a um estágio maduro e sustentável.

O próximo passo dessa caminhada é ver mais festivais de cervejas artesanais como este, conquistando um público cada vez maior, em todas as cidades brasileiras.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

"Put more beer in your food."

Harmonizar com cerveja, apesar de ser ainda uma novidade para a maioria, está estimulando outra tendência junto ao público acostumado às possibilidades gastronômicas da nossa bebida favorita: usar cerveja como ingrediente na cozinha.

Está programado para o dia 7 de outubro o lançamento de The Oxford Companion To Beer, nova obra de Garret Oliver, mestre cervejeiro da Brooklyn Brewery, de Nova York, e o primeiro autor a escrever sobre harmonização com cerveja, no aclamado livro The Brewmaster's Table.

Garret influenciou gente no mundo todo, como Mark Bittman, colunista de gastronomia da revista semanal do The New York Times, que escreveu hoje sobre o assunto. Confira aqui.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Brazilian Beer Tours: Belo Horizonte - Falke Bier

A gente fala muito em ir à Bélgica, Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos, visitar cervejarias e às vezes esquece daquelas que estão aqui pertinho, fazendo cervejas artesanais tão boas - em alguns casos, até melhor - do que as estrangeiras.

A Falke Bier é uma dessas cervejarias brasileiras que deveriam ser visitadas por todo amante de cerveja feita com qualidade. Como atesta esta bolacha, antes mesmo do #cervejadeverdade ter chegado ao Trend Topics do Twitter no Brasil, o slogan da Falke era CERVEJA DE VERDADE.



A cervejaria fica em Ribeirão das Neves, na Grande Belo Horizonte, numa pacata região privilegiada pela abundância de verde e de belas paisagens, que inspiraram o rótulo da Ouro Preto, uma esplêndida cerveja de intenso aroma e sabor de maltes torrados à perfeição. Tive o prazer de degustar - além dessa da foto, que estava fresquíssima - uma Ouro Preto Aged, com cerca de três ou quatro anos, guardada para demonstrar como a cerveja se transforma e proporciona uma experiência sensorial totalmente diferente da cerveja jovem, recém maturada. Muito mais baunilha, um pouco de ameixa e frutas secas, menos carbonatada, uma delícia.

Tive a oportunidade de degustar pela primeira vez a Falke Villa Rica, uma Irish Dry Stout de excelente paladar, corpo leve e aromas e sabores torrados, mas com baixo amargor e teor alcoólico de 4,5 %. Muito gostosa.

Durante a visita à fábrica, conheci a famosa cave subterrânea, a primeira do Brasil construída para abrigar cervejas, onde as Falke Tripel Monasterium ficam nos pupitres ao som de canto gregoriano 24 horas por dia. No final da visita, tivemos o prazer de degustar o seu maravilhoso sabor, seus complexos aromas frutados e o seu teor alcoólico de 9,0 %. Nessa hora, juro que pensei: ir à Bélgica pra quê?

terça-feira, 30 de agosto de 2011

1º IPA Day do Brasil

Muito comum nos EUA, mas feito "pela primeira vez na história deste país", tivemos um IPA Day no Rio de Janeiro, no domingo passado.

Sete torneiras do carioquíssimo Boteco Colarinho verteram apenas chope do estilo India Pale Ale, numa ação totalmente sem precedentes - a foto do quadro que anuncia o que está nas torneiras não me deixa mentir.

Estavam presentes Diabólica, Bodebrown Perigosa, Colorado Indica, Falke Estrada Real, Falke American IPA, Seasons Green Cow, BrewDog Punk IPA e - aberta depois que tirei a foto acima - Hop's Tea (de 210 IBU), que surgiu de uma parceria entre a Cervejaria da Vila e a Bodebrown.

O evento nem foi tão alardeado, mas estavam presentes todos que são tarados por cerveja artesanal no Rio de Janeiro. Até o microcervejeiro Marco Falcone, da Falke Bier, veio diretamente de Belo Horizonte para prestigiar a festa.

Foi uma demostração de amadurecimento da nossa cultura cervejeira, que hoje consegue oferecer para o público brasileiro sete chopes nacionais de um dos estilos mais cultuados, porém menos fabricados.

Mais uma vez o Rio lança tendência e ajuda o Brasil a se manter na vanguarda da revolução das cervejas especiais no mundo.

Como diria meu amigo Samuel, da Bodebrown: ¡Viva la revolución!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Festivais de cerveja: o melhor caminho para educar

Muito se fala sobre educação cervejeira, mas poucas ações são voltadas para o iniciante, o leigo, aquele sujeito que quer experimentar mas não sabe como e nem por onde começar. A maioria esmagadora de caras novas que vi no Beer Experience mostra que o público deste evento é diferente dos outros que participei. Gente que está procurando novas experiências, mas que não é especialista em cervejas e nem pretende ser. Simplesmente está curtindo um evento gastronômico de qualidade, onde ele vai para se divertir com boa comida e boa cerveja.




Aliás, boa comida não faltou no Beer Experience. Molhos para carne preparados com redução de cerveja, geléia e chocolates artesanais feitos com malte, Guinness Pie e até uma coxa de frango cozida no vapor de cerveja e defumada no bagaço do mosto. Tudo isso ajuda na educação cervejeira, porque mostra o potencial gastronômico da nossa bebida favorita.



Aproveitei para degustar a Antares Porter e fazer duas harmonizações. Com o brownie do Empório Alto dos Pinheiros e com o brigadeiro de colher da Lili & Clo. Sensacionais. A Antares Porter é mais suave que outras do mesmo estilo e casou muito bem com os delicados sabores de chocolate dos dois doces. Pena que não tem um festival como esse no Rio e o próximo em São Paulo é só no ano que vem.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Cultura cervejeira fora do gueto

O Beer Experience deu um passo importante para o nosso mercado de cervejas especiais: juntou quem quer vender com quem quer comprar.

Produtores, revendedores, distribuidores, importadores, bares, restaurantes, chefs e sommeliers levaram até o shopping Frei Caneca um público ávido por conhecer cultura cervejeira, experimentar novos rótulos e comprar a preços mais em conta.

Os gaúchos amigos de infância Pedro e Rafael criaram um clube nos moldes dos clubes de vinho e de livros chamado Have a nice beer. Os associados recebem em casa todo mês uma seleção de 4 cervejas por um preço bem interessante, acompanhados de uma revista com muito conteúdo legal e um projeto gráfico de altíssimo nível profissional. Começaram o negócio em maio deste ano, já estão com 600 associados e projetam bater a meta de mil até o final do ano. Para quem mora em Porto Alegre ou São Paulo, o frete é grátis.

A cerveja de Bacuri da Amazon Beer, sucesso em Belém desde 2002, será distribuída nacionalmente pela Tarantino e dessa vez trouxe o próprio fruto, típico da Amazônia. Os rótulos da cervejaria foram criados pelo designer gráfico americano e autor de livros sobre cervejas especiais Randy Mosher, o mesmo que criou a identidade visual da Cervejaria Colorado.

A Damm acabou de lançar sua Weiss na Espanha e a BrazilWays já trouxe com exclusividade para o Beer Experience. Não experimentei, mas pude perceber só de pegar a garrafa que é uma cerveja que apresenta baixa turbidez e é de tom mais dourado que as Weizenbier padrão.

Por falar nisso, foi interessante ver importadoras e distribuidoras, que normalmente não vendem para o público final, com seus estandes bombando, cheios de interessados em conhecer e comprar boas cervejas - na maioria, não entendedores.

O ânimo com a presença do público foi geral e muitos estandes esgotaram os estoques. Agora é só esperar o Festival de Blumenau, de 17 a 19 de novembro.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Aula de Educação Cervejeira

O trabalho de educação cervejeira e difusão da cultura de cervejas especiais que a Schincariol vem fazendo com as marcas Eisenbahn, Baden Baden e Devassa é de tirar o chapéu.

Sabemos que ainda está longe do que poderia ser feito, mas algumas iniciativas são bem vindas, como a loja conceito que abriram em parceria com o Fashion Mall para divulgar as 3 marcas. Detalhe: sem que a Schincariol aparecesse, um trabalho muito bem costurado pelo marketing da cervejaria e sua divisão de cervejas especiais.

Tive a oportunidade de participar desta iniciativa como sommelier de cervejas convidado, para orientar nas degustações, conduzir harmonizações e dar palestras sobre cultura cervejeira. Fiquei impressionado como o público do Fashion Mall, o mais elitizado do Rio de Janeiro, recebeu tão bem a loja e o seu conceito inovador de vender cervejas super premium dentro do contexto da educação cervejeira e não da ótica do consumo ou do entretenimento.

Fiz toda essa introdução para mostrar a caixa que o Luciano Dutra, da Schincariol, usa em seus treinamentos e cursos sobre cerveja. Uma ideia simples, mas bem executada, que enobrece a cerveja e a coloca em outro patamar, materializando o que tentamos fazer todos os dias: valorizar nossa bebida predileta.

Parabéns ao pessoal envolvido na criação e montagem da loja conceito da Schincariol no Rio!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

@lô, @lô, seu Governo!

As redes sociais estão aproximando os cervejeiros de suas causas.

Todo mundo sabia que o Governo Federal precisava conhecer melhor o setor das cervejas artesanais, só não sabia como fazer isso. Até que o cervejeiro caseiro Antonio Bander tuitou para o deputado federal do PT gaúcho Paulo Pimenta convidando ele para uma reunião com representantes do setor, no Rio de Janeiro.

Do convite online feito pelo cervejeiro, surgiu a proposta concreta feita pelo deputado: uma audiência pública com o Governo Federal para apresentar o setor, suas características e potencialidades, e construir uma interlocução inédita.

Uma oportunidade que será decisiva para a redução da carga tributária que incide pesadamente - de forma desproporcional - sobre pequenos produtores de cerveja.

Chega de ver a nossa cerveja brasileira custar mais caro que a importada.

Pão e cerveja para todos!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Brasil Brau registra recorde de público*

* matéria produzida pela Mediação, assessoria de imprensa da Brasil Brau
A 11ª Feira Internacional de Tecnologia em Cerveja, Brasil Brau 2011, realizada de 5 a 7 de julho no Transamerica Expo Center, em São Paulo, registrou público recorde de 5 mil visitantes. Bienal, o evento fará sua próxima edição de 25 a 27 de junho de 2013 prevendo um crescimento de 30%. Nada menos que 90% dos expositores já confirmaram participação. O público foi conferir as novidades apresentadas numa área de 5 mil metros quadrados pelos 100 expositores de equipamentos, insumos e acessórios para o setor e provar os lançamentos das 30 microcervejarias que participam do espaço Degusta Beer, antes restrito aos profissionais do ramo e pela primeira vez aberto aos amantes de cervejas especiais.

Sabores exóticos como de bacuri, castanha do Pará torrada, doce de leite, jabuticaba, erva doce, rapadura e mel permitiram que os visitantes conhecessem um pouco mais das inúmeras possibilidades sensoriais da bebida. Palestras sobre gastronomia e coquetelaria, como a de Vinícius Cassarotti, sommelier de cerveja e docente do Senac-Taubaté, foram compartilhadas pela plateia, que experimentou propostas ousadas e convencionais de harmonização, como a tradicional combinação de chocolate meio amargo com cerveja Stout, escura e levemente adocicada.

O auditório de 200 lugares reservado ao XII Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia Cervejeira, que aconteceu simultaneamente à Brasil Brau, lotou todas as manhãs. Com o apoio inédito da Danisco, empresa dinamarquesa com grande destaque no mercado de alimentos, o congresso reuniu profissionais de renome, atuantes no mercado nacional e internacional, para a apresentação de palestras e mesas redondas com novas técnicas e soluções para diversas aplicações do processo produtivo da cerveja.

Duas palestras do primeiro dia, voltado para Tecnologia, versaram sobre sustentabilidade: do holandês Jeroen van Roon e do alemão Roland Folz. O primeiro falou sobre as vantagens do suplemento de enzimas, Brewers Compass, da Danisco. Ao analisar a economia de água, que representa 90% na produção de cerveja, Folz lembrou que as grandes cervejarias mundiais, como Inbev, SABMiller, Heineken e Carlsberg têm como meta para 2012 economizar 20% do bem natural.

Responsável pela introdução da cultura cervejeira na Itália, mais especificamente no Piemonte, berço do Barolo, mais conceituado vinho italiano, Teo Musso foi um dos cases do congresso, que também reuniu vários microcervejeiros para contarem suas histórias. Mais de dez anos se passaram desde a criação da Baladin e hoje o precursor pode comemorar a adesão de mais de 400 produtores de cerveja especial em toda a Itália. Em sua palestra, Teo Musso falou ainda de seus empreendimentos em Nova York, Roma e no Marrocos.

O setor de equipamentos também oferecia opções para quem quer se iniciar na arte de preparar uma cerveja. Entre eles, o Tri Block 2,5 hl, conjunto de "brassagem", a cozinha da cerveja: três enormes panelas - conjunto que produz 250 litros por processo - onde são cozidos os ingredientes até reduzirem e virarem mosto. O lançamento é direcionado aos microcervejeiros, "que não param de se multiplicar", como observa Reynaldo Fogagnolli, diretor da Egisa, empresa de Bento Gonçalves responsável pelo novo produto.

Entre as empresas que oferecem soluções de sustentabilidade se destaca a Radical Waters, da África do Sul. Líder global na tecnologia de Água Ativada Eletro-Quimicamente (ECA), o grupo já instalou seu sistema patenteado em 21 países nas Américas, Europa, África, Ásia e Austrália. A empresa utiliza desinfetantes e detergentes verdes, não tóxicos, que proporcionam economia de água para as indústrias de bebidas e alimentos. 

MICROCERVEJARIAS COMEMORAM SUCESSO DO DESGUSTA BEER

No Degusta Beer, espaço pela primeira vez aberto ao público, os expositores estavam cheios de motivos para comemorar. Para a maioria, a multiplicação de visitantes superou todas as expectativas. Foi uma grande oportunidade de projeção para as marcas e ampliação de contatos. As 30 microcervejarias participantes foram visitadas por gente de todo o país e do exterior, como a pequena Rofer, de Itupeva (SP), de apenas três anos e produção mensal de 4,5 mil litros/mês. "Ganhamos visibilidade", festeja o proprietário, Ernesto Tonante.

Em sua primeira participação na feira, a novata Dortmund, de Serra Negra (SP), sentiu ter acertado na estratégia de lançar a marca no evento. "Fomos procurados por muita gente de todo o Brasil. Recebemos uma maioria de potenciais clientes de São Paulo, além de visitantes do Rio de Janeiro, Mato Grosso e Distrito Federal. Até então, quase ninguém tinha ouvido falar na Dortmund", comemorou o proprietário, Marcel Longo. "Recebemos pelo menos 10 interessados em representar a marca", contabilizou Longo, cujo diferencial é maturar as cervejas por quatro meses.

Outro que ficou satisfeito com a participação na feira foi Alison Scapini, da Cervejaria Basement, que conseguiu dar grande visibilidade à Califórnia Golden Ale, primeira cerveja da marca, de Videira (SC), lançada na feira. "Estamos felizes e otimistas pelos resultados alcançados com a nossa participação na Brasil Brau. A expectativa de novos negócios é bem promissora, sobretudo com nosso lançamento", avaliou.

"Muito melhor do que eu imaginava", foi a impressão do príncipe Francisco de Orleans e Bragança, em sua primeira participação na Brasil Brau. "Achei bolachas, copos, filtros, baldes e até estação de tratamento de esgotos", comemorou. Trineto do imperador Pedro II e neto de Elizabeth Dobrzensky, que fabricava cerveja na antiga Thcecoslováquia, Francisco faz a Cerveja Imperial há 13 anos em sua fábrica no Vale do Cuiabá, em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro.

A primeira participação na feira da Dama Bier, de Piracicaba (SP), promete render frutos. Um termômetro foi o lançamento da Stout pela marca de apenas um ano e meio de existência, com produção mensal de 80 mil litros. "Preferimos lançar aqui na feira para aferir a opinião de blogueiros e formadores de opinião. Pelo que vi, as ideias iniciais poderão ser mantidas", constatou o gerente de marketing, Renato Bazzo, que fez mais de 500 contatos nos dois primeiros dias de evento. O consumo médio diário no estande foi de 200 litros/dia.

A Falke Bier, de Belo Horizonte, pioneira no evento e uma das estrelas da Brasil Brau com o lançamento da Vivre por Vivre, cerveja de jabuticaba envasada como espumante, tinha um dos estandes mais movimentados da feira. Segundo o proprietário, Marco Falcone, os bons resultados do evento são "líquidos e certos". Em sua quarta participação na Brasil Brau, Falcone observou não apenas um extraordinário crescimento do público, "muito maior que o esperado", como a presença maciça de especialistas e formadores de opinião que reforçam o institucional da marca.

Na Colorado, de Ribeirão Preto, em sua terceira edição na Brasil Brau, o movimento também era incessante. "No começo achei que estávamos isolados, localizados no fundo da feira. Depois constatei que foi aqui que a feira acabou bombando", comentou a gerente de marketing, Bia Amorim. A possibilidade de relacionamento direto com os clientes permitiu aferir a opinião do público sobre a Grão Pará - lançamento da cervejaria feito com castanha do Pará tostada. "A reação do público e dos especialistas foi muito boa", disse.

De Belém para o Brasil. Esse foi o significado da primeira participação da Amazon Bier na Brasil Brau. "Me sinto muito feliz, a feira está superando nossas expectativas", vibrou o proprietário, Arlindo Guimarães. Até então, a cervejaria, com 11 anos de existência, limitava-se a comercializar chope no bar homônimo em Belém do Pará. A partir de agosto, cervejas engarrafadas passarão a ser vendidas em São Paulo e, possivelmente, em estados conquistados na feira, como Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo e Distrito Federal.

A gaúcha Abadessa, em sua segunda edição na Brasil Brau, festejou a visibilidade proporcionada pela abertura do Degusta Beer ao público em geral. Pequena empresa familiar que produz 12 mil litros/mês, a marca lançou na feira a Emigrator Doppelbock, uma Bock mais encorpada, com 7,2% de teor alcoólico. "Recebemos muitas prospecções do Brasil inteiro, sobretudo da capital de São Paulo, do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Rio Grande do Sul, Bahia, Brasília e Fortaleza", disse o distribuidor Fábio Tozzi. "Se as propostas feitas no primeiro e segundo dia se concretizarem, vamos aumentar em 50% nossa carteira de clientes", avaliou.

A Bamberg, de Votorantim (SP), com cinco anos de existência e produção de 40 mil litros mensais, também sentiu o crescimento da feira, em sua terceira participação. "Recebi gente do Brasil inteiro, europeus, americanos e sul-americanos. Como já ganhamos prêmios no exterior é uma tendência que também passemos a exportar nosso produto", pondera o proprietário, Alexandre Bazzo. A microcervejaria lançou a Weizenbock Helles, cerveja clara, de trigo, com 8% de teor alcoólico. "A aceitação tem sido excelente. Todo mundo está comentando", comemorou.

domingo, 12 de junho de 2011

Qual cerveja você gostaria de encontrar mais à venda?

Fizemos a pergunta "Qual cerveja você gostaria de encontrar mais à venda?" aos nossos leitores e deixamos por algumas semanas no ar.

A resposta, exposta aqui ao lado, aponta a mineira Falkebier como a marca que as pessoas mais gostariam de ver à venda, com 58% dos votos.

O voto não era excludente e todos poderiam votar em quantas marcas tivessem interesse.

Acredito que algumas marcas tiveram poucos votos por puro desconhecimento, como a extraordinária Abadessa, do Rio Grande do Sul, por exemplo.

Isso indica um caminho para as marcas que querem ser mais conhecidas e reconhecidas por um público maior de consumidores.

Na falta de verba publicitária, a paixão e a dedicação dos seus criadores pela cerveja especial e a cultura cervejeira ajudam a marca ser mais desejada e aparecer, mesmo sem nenhuma verba para publicidade.

Acredito ser por isso que Falkebier, Wäls, Bamberg, Colorado e Eisenbahn tenham sido as cervejas mais votadas pelo público.

São reconhecidamente as marcas nacionais de cervejas especiais com os criadores que tem mais alma cervejeira.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Lançamento do chope Fraga Weiss no Beer Taste

Será nesta quarta-feira, dia 8 de Junho, o lançamento do chope Fraga Weiss, deliciosa cerveja de trigo produzida na cidade do Rio de Janeiro pelo meu amigo e cervejeiro de mão cheia Sérgio Fraga, da ACervA Carioca, a associação dos cervejeiros artesanais do Rio.

Tive o privilégio de oferecer o chope de trigo da Cervejaria Fraga na festa do meu aniversário este ano por uma feliz coincidência, o Fraga e eu fazemos aniversário no mesmo dia e comemoramos juntos no Aconchego Carioca.

Conheço este chope desde o ano passado e posso recomendar sem erro, é um chope de alta drinkability, para tomar a noite toda, mais cítrico que o normal e com notas de cravo bem presentes.

O lançamento será no Beer Taste, do meu amigo Leo Oliveira, que fica no Shopping Cittá América, a partir das 19h de amanhã.

Não percam, esse chope é muito bom.

Parabéns ao Fraga, à Cervejaria Fraga e ao Beer Taste por este lançamento!

sábado, 28 de maio de 2011

Como a cerveja salvou o mundo


Este documentário do Discovery é revolucionário ao tratar o tema cerveja com uma riqueza de dados científicos tão recentes e completos que deixa até quem mexe com cultura cervejeira há mais tempo surpreso.

Vale a pena ver, afinal são apenas 43 minutinhos que vão mudar sua visão acerca de milhares de anos de história.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Conhecendo Cervejas Alemãs

Nossa 1ª Degustação-Palestra CONHECENDO CERVEJAS ESPECIAIS foi muito legal, com casa lotada e todos muito interessados.

Em função desse interesse crescente pelas cervejas especiais, vou oferecer em parceria com o Espaço Carioca de Gastronomia mais dois eventos de desgustação em Junho. O primeiro é este:

I CICLO DE DEGUSTAÇÃO ORIENTADA DE CERVEJAS ESPECIAIS - GRANDES NAÇÕES CERVEJEIRAS

Dia 07/06 - Terça - 1º MÓDULO: CERVEJAS ALEMÃS.

Em encontros mensais, vamos degustar e conhecer as mais famosas nações cervejeiras do mundo, estudando seus estilos e histórias, com dicas de degustação e harmonização de dois pratos. Começaremos em Junho com a Alemanha e suas cervejas precisas.

Inscrições: 3598-1216 e contato@cariocagastronomia.com.br

Pão e Cerveja!

domingo, 15 de maio de 2011

Bamberg eleita Cervejaria do Ano na América do Sul


Acaba de terminar a cerimônia de premiação da primeira edição do The Great South Beer Cup, evento que reuniu mais de 70 cervejarias da América Latina em Buenos Aires e agitou a cena cervejeira esta semana, confirmando o favoritismo do Brasil.

Vejam a lista das medalhas brasileiras:

Bronze para a Colorado na categoria Pilsen (Cauim)
Prata para a Eisenbahn na categoria Golden Ale
Prata para Baden Baden na categoria Trigo
Bronze para Bier Hoff na categoria Trigo
Prata para Bodebrown na categoria Stout
Prata para Backer na categoria IPA
Prata para Bamberg na categoria Rauchbier
Prata para Eisenbahn e Bamberg na categoria Dunkel
Bronze para Eisenbahn na categoria Belgian Dark Ale (São Sebá)
Prata para Bamberg na categoria Munich
Prata para Bamberg na categoria Especial (St. Michael)
Prata para Bodebrown na categoria Old Ale
Ouro para Baden Baden na categoria Especial

Além destas medalhas, a Bamberg foi eleita Cervejaria do Ano, prêmio mais que merecido por toda a dedicação em fazer cervejas de altíssima qualidade e que surpreendem a cada dia.

Uma vez o Alê Bazzo me disse o que eu acredito ser o grande segredo do sucesso da Bamberg, que ele se inspira no rigor técnico dos alemães, que gostam muito de beber e fazem cervejas para dar vontade de não parar, para serem bebidas em grandes quantidades.

Ai, ai, me deu vontade de abrir uma Bamberg pra comemorar.

Parabéns a todos os premiados!

E sorte nossa de morar aqui, onde esses caras fazem essas cervejas deliciosas.

domingo, 8 de maio de 2011

Conhecendo Cervejas Especiais

Nesta terça, dia 10 de Maio, farei uma Degustação-Palestra no Espaço Carioca de Gastronomia totalmente voltada para quem é iniciante e ainda não conhece alguns dos estilos mais básicos de cerveja especiais.

Degustaremos Pilsen, Weizenbier, Witbier, Pale Ale, IPA, Belgian Blond, Rauchbier e Schwarzbier e teremos também duas harmonizações, uma entrada e um prato principal, ambos feitos no próprio local, que é uma charmosíssima e super bem equipada escola recém inaugurada em Botafogo. Um espaço que estava faltando no Rio, que incentiva, promove e divulga a boa mesa e tudo que está relacionado a ela, como uma bela cerveja.

Quero despertar nos iniciantes o gosto pela cerveja de qualidade, mostrando sua diversidade e potencial gastronômico, proporcionando a experiência de novas sensações de aromas e sabores.

Se você for um expert em cervejas especiais, indique um iniciante. Se você for um iniciante, não perca.

domingo, 17 de abril de 2011

Mapa dos Quitutes - Comida di Buteco 2011 Rio



Preparei um mapa dos participantes do Comida di Buteco deste ano aqui no Rio, que está no meu outro blog que é sobre gastronomia, o Almoçário.

Clicando no nome aparece a foto do petisco que está na disputa.

Acesse e bom apetite!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Biersommelier-Weltmeisterschaft

Aconteceu este fim de semana o campeonato mundial de sommeliers de cervejas, na Áustria, com a presença da nossa super preparada delegação de 5 sommeliers brasileiros, a maior até hoje neste evento:

Alexandre Bazzo, Cilene Saorin, Herbert Schumacher, Marcelo Moss e Washington Trigueiro.

Segundo soube no twitter, acompanhando na torcida pelos colegas, foram 8 horas de provas no primeiro dia, de onde tiraram 6 finalistas para o segundo dia.

As provas foram:

1. Reconhecimento de off-flavors.
2. Prova teórica com 50 questões.
3. Reconhecimento cego de estilos.
4. Reconhecimento do estilo de uma amostra, sua descrição e harmonização.
5. A partir de um cardápio montar a carta de cerveja para harmonizar e justificar.




O vencedor é esse alemão no meio da foto com a taça do campeonato cheia de cerveja. Ele é da 10ª geração de uma família alemã de mestres cervejeiros, donos da cervejaria Riegele de Augsburg, e em 2010 tinha ficado em segundo lugar.

Ao lado dele, de barba, é o Wolfgang Stempfl, mentor do curso do Senac de sommelier de cervejas que eu fiz no ano passado, em parcerria com a Doemens Akademie, a mais antiga escola cervejeira do mundo e pioneira na formação de sommeliers de cervejas.

A presença da delegação brasileira foi um orgulho para o Brasil, que está despontando também no cenário internacional de sommeliers de cervejas, sendo o primeiro país a sediar o curso da Doemens fora da Europa.

sábado, 26 de março de 2011

Expofood 2011: presença de cervejas especiais cresce

Esta semana visitei a Expofood, uma das maiores feiras de alimentos e bebidas do país, que acontece anualmente no Rio, reunindo produtores e distrbuidores em busca de novos negócios com supermercados, hotéis, restaurantes, bares, padarias, confeitarias e lojas de conveniência.

Uma das novidades da feira, que chegou à sua 23ª edição, foi a presença este ano das cervejas especiais nos stands e na programação de palestras.

A catarinense Bierland, de Blumenau, apostou alto na feira e investiu na montagem de um stand próprio, apresentando seu portfólio de cervejas, composto por pilsen, weizen, pale ale e bock, e aproveitou para lançar a espetacular vienna.

Quem esteve no stand e degustou a Bierland vienna ficou impressionado com a qualidade da cerveja, que apesar de ser de um estilo tradicional não é muito comum no mercado.

O pessoal do Aconchego Carioca, que entende de cerveja como poucos lugares no Rio, quando experimentou a novidade não pensou duas vezes e fez logo um pedido.

Se você quiser experimentar também, já sabe onde encontrar.

Outras catarinenses que marcaram presença na Expofood foram ZeHn Bier, de Brusque, Saint Bier, de Forquilhinha, e Opa Bier, de Joinville, com destaque para a saborosíssima ZeHn Bier heller bock, única no estilo em todo o país.

A Balkonn, distribuidora carioca com a maior diversidade de cervejas especiais, também esteve presente com um stand próprio que foi muito visitado devido ao interesse cada dia mais crescente pelas cervejas de qualidade, um forte indicador do que está por vir este ano no mercado.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Craft Brewers Conference: maior feira de cervejas especiais dos EUA

Começou ontem em São Francisco, Califórnia, a mais importante feira do mercado de cervejas especiais dos Estados Unidos, a Craft Brewers Conference, realizada pela Brewers Association, a maior associação do setor por lá. Uma espécie de Brasil Brau americana, voltada apenas para cervejas especiais.

A lista de patrocinadores é extensa e conta com a presença de todo mundo que trabalha no mercado de cervejas especiais, direta ou indiretamente.

Este ano, a CBC2011 - americano adora uma sigla! - conta com uma novidade que me chamou a atenção: um aplicativo para smartphones exclusivo e gratuito para os inscritos, que coloca o evento literalmente na  palma da mão. Com ele, quem circula pela feira pode conferir horário de seminários, palestras e workshops, com informações sobre palestrantes e temas, mapa dos stands, lista de cervejarias e pubs perto do local da conferência e promoções para quem está no evento, além de uma lista interativa de eventos paralelos onde se pode adicionar dicas e sugestões de programação local.

Até onde eu sei, a Brasil Brau 2011 não vai oferecer essa modernidade, mas fica aqui a minha dica para 2013. Um aplicativo que ajude os participantes a aproveitarem melhor a feira, que é a mais esperada do setor no Brasil.

Mais um pouquinho do CBC2011. A sessão de abertura juntou dois ícones da revolução da cerveja artesanal nos anos 70: Ken Grossman, da Sierra Nevada, e Fritz Maytag da Anchor's.

Dois dos principais pilares do resgate da paixão pela cerveja de qualidade, de sabores e de estilos esquecidos pela grande indústria.

Devemos muito a esses caras.

Para quem gosta de números, este ano a Craft Brewers Conference bateu o récorde com 3900 inscritos, segundo o Sam Calagione, da Dogfish Head.


sábado, 12 de março de 2011

Rio: mercado teste de micro cervejarias artesanais

No mercado das cervejas especiais, o Rio de Janeiro também confirma sua vocação histórica de lançar moda, ditar tendências e estar sempre na vanguarda.

Foi no Rio, por exemplo, que nasceu o movimento de cervejeiros caseiros que está conquistando cada vez mais adeptos em diversos estados. A cerveja artesanal que até hoje é a porta de entrada de muitas pessoas para o universo das cervejas especiais 100% puro malte em vários estados brasileiros foi criada no Rio para a rede de bares carioca Devassa. Também foi no Rio que se estabeleceu a primeira importadora brasileira dedicada especificamente à cerveja, que apresentou a escola belga para paladares ávidos a novas experiências gastronômicas.

Mas o carioca, diferente de gaúchos, catarinenses, paulistas, mineiros e paranaenses, que fizeram a cerveja especial avançar comercialmente de forma galopante, parece não ter muito apego por suas conquistas e divide seu aprendizado democraticamente. Resultado disso é que todos os estados do sul e sudeste, com exceção do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, produziram marcas de cervejas especiais que ganharam expressão nacional, abriram mercado em outros estados e estão faturando prêmios internacionais.

No entanto, recentemente, o Rio de Janeiro está vivendo uma pequena revolução dentro do cenário das cervejas especiais com a abertura de um bar que serve nove tipos diferentes de chope.

Ao contrário da maioria dos bares de cervejas especiais, que não deixam entrar cervejas que utilizam química e cereais não maltados para baratear custos de produção, o Boteco Colarinho serve chope Brahma em 1 torneira e 8 tipos de chopes 100% puro malte nas demais torneiras.

Essa equação, aliada ao fato do Rio de Janeiro não produzir marcas de cervejas especiais de alcance nacional, está fazendo do estabelecimento um balão de ensaio, onde micro cervejarias estão disputando copo a copo a preferência do consumidor em território neutro.

No Colarinho, que dá ênfase às marcas de chope nacionais (apenas uma torneira de vez em quando serve o holandês La Trappe), o carioca está descobrindo marcas que são consagradas em seus estados, sem nenhuma influência bairrista na escolha. É por isso que o Colarinho está sendo visto com muito carinho pelos produtores de cervejas especiais brasileiras, que fazem dele um test drive de suas criações.

Há duas semanas, foi palco do pré-lançamento da cerveja gaúcha DaDo Bier Double Chocolate Stout, que utiliza chocolate Kopenhagen em sua receita, e receberá em primeira mão nesta terça-feira, 15 de março, a inédita Falkebier American IPA, com a presença do dono da cervejaria, o mestre cervejeiro e sommelier de cervejas Marco Falcone, de Minas Gerais.

Na qualidade de carioca, nascido, criado e morador da cidade maravilhosa, só tenho que agradecer. Claro, com um copo de chope nacional na mão e um brinde. Pão e cerveja para todos!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Cadê as lojas para homebrewers?



Que muita micro cervejaria começa a partir da experiência pessoal de um homebrewer fazendo cerveja em casa todo mundo sabe. Então, por que ainda faltam no Brasil as lojas para cervejeiros caseiros? Nas cidades do Rio e de São Paulo se encontra de tudo, mas se é para comprar um saco de malte, uma panela já adaptada ou mesmo uma cozinha completa, temos que recorrer a outras cidades. Não podemos simplesmente pegar o carro e ir "até ali" comprar o que precisamos para a leva de amanhã. Este vídeo mostra o depoimento do dono da micro cervejaria Dry Dock Brewing Company, que nasceu de uma pequena loja para homebrewers, a The Brew Hut, e me lembrou a passagem do Randy Mosher pelo Brasil este ano. Ele disse que nós estávamos perdendo o timing de abrir este tipo de loja, porque só quando elas existirem em maior quantidade vamos ver um boom na produção de cerveja artesanal por aqui. Quem sabe as pessoas não se inspiram com este depoimento do dono desta micro cervejaria, seguem o exemplo dele e abrem suas lojas de insumos para homebrewers.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Ciclismo cervejeiro


A cerveja é um universo muito diversificado. Descobri um grupo de ciclistas que junta o útil ao agradável, pedalando para manter a saúde e parando para tomar umas cervejas porque ninguém é de ferro. É a turma dos Cervabikers, que começou com alguns poucos amigos que se juntaram informalmente para pedalar em busca de novos botecos e hoje é uma turma grande, com uniforme e tudo. Pedalando, eles descobriram bem mais que ótimos botecos no caminho. Este vídeo mostra a visita dos Cervabikers à cervejaria Bamberg, em Votorantim. Vendo eles bebendo as cervejas premiadas da Bamberg direto do tanque a gente entende porque toda atividade física só é bem feita quando existe uma motivação forte.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Heineken: viral mais acessado da semana



Filme que mostra a entrada triunfal de um convidado especial em uma festa pra lá de VIP é um viral da Heineken criado pela agência Wieden+Kennedy que está fazendo o maior sucesso na internet. Parte de uma campanha com outras peças onde você pode ver cada um dos convidados que interagem com ele, a peça foi o viral mais visualizado da semana, segundo aferição da Visible Measures, parceira da revista especializada em mercado de comunicação Advertising Age. Na trilha ao vivo a banda The Asteroids Galaxy Tour com a música The Golden Age.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Tragédia na serra fluminense atinge cervejarias

A tragédia que se abateu sobre a região serrana do Rio de Janeiro interrompeu a produção de cervejarias locais, como a Cidade Imperial, localizada no Vale do Cuiabá, em Petrópolis, e a unidade de Teresópolis da Cervejaria Petrópolis. Leia as notícias direto da fonte aqui e aqui.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Sherwood Forest: americanas importadas pelo Melograno

O bar bi-campeão em carta de cerveja pela Vejinha São Paulo acaba de anunciar a chegada das primeiras cervejas de importação própria, as americanas Sherwood Forest - india pale ale, english style pale ale e blueberry ale. O Melograno está se inspirando em Robin Hood, pegando dos americanos e trazendo para os brasileiros. Agora é só conferir.

Degustação de Del Ducato em Curitiba dia 17/01

Degustação de cervejas italianas Del Ducato na capital paranaense harmonizadas com queijos. Se eu estivesse em Curitiba, eu iria. Informações aqui.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Nasce uma alemã do sul de Minas

2011 tá com jeito de que vai ser muito bom para quem gosta de cerveja especial. Mal começou o ano e já tem uma nova micro cervejaria abrindo as portas em Minas Gerais, mais precisamente na cidade de Delfim Moreira: a Kraemerfass. Fruto da união de duas famílias de imigrantes europeus que faziam cerveja quando se estabeleceram no Brail no começo do século passado, a Kraemerfass surge com a promessa de ser uma cerveja moderna feita com a tradição alemã. Por enquanto, produzem Pilsen e Dunkel, ambas em chope e garrafa. Que tenham vida longa. Ein prosit!

domingo, 9 de janeiro de 2011

Beer Culture: documentário estréia em 2011


Beer Culture Trailer 1 from FM Productions on Vimeo.

Está para ser lançado o documentário Beer Culture, que mostra através das histórias das cervejarias do norte do Colorado o que está por trás da tendência atual das cervejas artesanais. Pelo trailer eu achei que promete. O que você acha?

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Sommelier de cervejas: uma das 100 tendências de 2011



A JWT, uma das maiores agências de propaganda do mundo, lançou sua tradicional pesquisa sobre o que está por vir no ano que inicia, como ferramenta para ajudar a transformar tendências em oportunidades de comunicação para grandes marcas. Para minha surpresa, a tendência 10 é de sommelier de cervejas e a 55 são as nano cervejarias. Há também referências ao Brasil, como líder em redes sociais, ao Neymar como um prodígio que vai brilhar internacionalmente e - acreditem! - ao brigadeiro, como doce brasileiro que vai se espalhar pelo mundo. Vale a pena dar uma olhada.

Novas Corujas no mercado



Foram lançadas no Festival Brasileiro da Cerveja, que aconteceu em Blumenau entre 25 e 27 de novembro de 2010, as novas crias da cerveja Coruja. Ao contrário das Corujas Viva e Extra Viva, que não são pasteurizadas e vêm em garrafas de 1 litro, as novas cervejas são pasteurizadas e vêm em garrafas de 600 ml, com nomes de corujas: Otus Lager, Strix Extra e Alba Weizen. A TV Venenosa entrevistou os sócios Micael Eckert e Rafael Rodrigues, que falam sobre os planos da marca. Agora é só esperar para as novas Corujas pousarem no seu bar.