sexta-feira, 30 de março de 2012

Sabia que o Governo bebe até 60% do seu copo?


No Festival Brasileiro da Cerveja, que terminou sábado passado em Blumenau, integrantes do mercado de cervejas especiais lançaram uma campanha para alertar e conscientizar a respeito da tributação predatória que recai sobre as micro cervejarias.
Ao contrário das grandes cervejarias, cuja proposta é fazer cervejas mais acessíveis - no preço e no paladar - para o público consumir em grandes quantidades, as micro investem em produtos de maior valor agregado e podem ser exterminadas caso não mude a política tributária que não distingue grandes e pequenos produtores.
São as micro cervejarias que apostam na diversidade de estilos, na utilização de ingredientes de maior qualidade e no lançamento de cervejas de enorme personalidade e apelo gastronômico.
Porém, as micro pagam o mesmo tributo que as gigantes do setor, o que não me parece justo.
Os pequenos produtores geram mais emprego por litro, usam ingredientes mais caros e, por não terem a escala industrial das grandes, não possuem o mesmo poder de barganha na compra de insumos.
Levando em consideração que todos, grandes e pequenos, pagam proporcionalmente a mesma carga tributária, isso gera uma distorção tragicamente injusta.
As micro cervejarias investem em cultura cervejeira, pregam a ingestão moderada de álcool, trazem a cerveja para a esfera da gastronomia e utilizam o lema “Beba menos, beba melhor!” - por tudo isso, deveriam ter uma tributação diferenciada.
Veja a foto acima e toda vez que for beber sua cerveja favorita lembre-se que até 60% do seu copo vai para o Governo.
É justo?
p.s.: leia a "Carta de Blumenau", o manifesto feito pelos cervejeiros, aqui.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Grandes Nações Cervejeiras no Grajaú, na Estilo Gourmet

A partir de abril, iniciarei uma série de degustações orientadas e harmonizações de cervejas especiais na escola de gastronomia Estilo Gourmet, no Grajaú.

Veja a programação abaixo e participe!


No meu aniversário, o presente ganhou parabéns

As cervejas especiais estão conquistando novos espaços e entrando cada vez mais de formas diferentes nas nossas vidas.
Um bom exemplo disso foi o presente de aniversário que recebi da minha cunhada, que mora em São Paulo e não pôde vir ao Rio de Janeiro.
Ela me fez uma agradável surpresa, enviando pelo Correio um delicioso kit do site Flores On Line, com guloseimas e cervejas.
Na bela e bem montada caixa, havia uma Wexford e uma Colorado Appia, acompanhadas de amêndoas torradas, bem casados e brigadeiros de colher - além de um simpático vasinho de mini rosas amarelas.
Não demorou muito para que tudo fosse devidamente degustado e harmonizado.
Apesar de ser eu quem estava fazendo aniversário, minha cunhada também mereceu os parabéns pela escolha.
Fica aqui a dica para quando você quiser presentear as pessoas que você gosta com cervejas especiais e surpreender agregando mais alguns mimos.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Drei Adler: cervejas caseiras com atitude e competência


Santa Catarina é berço não apenas de micro cervejarias excelentes e premiadas internacionalmente, mas também de um movimento de cervejeiros artesanais caseiros que estão fazendo história junto com suas cervejas cheias de sabor e inovação.
Este é o caso dos meus amigos da Drei Adler, que fazem cervejas com um forte pé nas lambics belgas, agregando a elas um paladar diferenciado muito interessante e de grande drinkabilidade para o estilo - que não é dos mais populares.
No último Festival Brasileiro da Cerveja, tive a oportunidade de comprar um kit de fruit lambics desenvolvido por eles especialmente para o evento, que revela muito capricho em cada uma das etapas do processo, da escolha do estilo e elaboração da receita até a criação e design do rótulo.
Para acomodar as quatro garrafas de 750ml, acompanha o kit uma prática bolsa de lona com alças, igualmente artesanal e muito bem feita.
Não bastasse as cervejas serem tão caprichadas no desenho dos estilos, no design dos rótulos e na descrição dos produtos, confesso que ainda fiquei emocionado quando meu amigo Diogo Ropelato me disse todo orgulhoso, ao entregar a bolsa: “foi minha mãezinha quem costurou...”
O que pode ser mais artesanal do que isso?

AS UGLY AS SIN
(tão feio quanto o pecado)
Uma fruit lambic com adição de tamarindo, com prazo de validade para novembro de 2020.
Segundo o que diz o rótulo, “suas papilas gustativas sairão da sua boca em direção à confeitaria mais próxima. Quer docinho? Vai passear!”








RAPE MOMMY PRIDE
(orgulho de estupro de mãezinha)
Uma fruit lambic com adição de cupuaçu com prazo de validade para novembro de 2020.
O rótulo promete que “as notas ácidas dominarão sua boca, deixando-o inebriado com a sensação.”








SLUT CZARINA
(czarina vagabunda)
Uma “Imperial Stout rampeira”, segundo o próprio rótulo, com prazo de validade para novembro de 2020 e 11,5% de teor alcoólico.
Ainda diz que você “vai se sentir num Moulin Rouge Russo - e sem direito a penicilina, viu?”








ADDLE BRAINED LUMMOX
(idiota de cérebro podre)
Um blend de duas fruit lambics, uma com graviola e outra com tamarindo, com prazo de validade para novembro de 2020.
Segundo o rótulo, “essa cerveja é igual swing: só provando para saber qual é o gosto!”

terça-feira, 27 de março de 2012

Harmonização inusitada: sorvete de Schornstein Imperial Stout


Faz quase um ano que venho me especializando no segmento de harmonizações com cervejas especiais e tenho tido gratas surpresas.
Algumas combinações inusitadas, que antes eram aparentemente impensáveis para o nosso paladar, se revelaram incrivelmente deliciosas, contradizendo a crença equivocada de que cerveja só serve para acompanhar petisco e tira gosto.
A descoberta mais recente foi este saboroso sorvete artesanal, que leva a consagrada Schornstein Imperial Stout na receita, servido com uma espetacular cobertura de calda quente de chocolate amargo, igualmente preparada a partir da redução da mesma cerveja e chocolate Nugali 80% cacau.
Essa harmonização sensacional foi presente dos meus amigos Maurício Zipf, um dos sócios da Schornstein, e Getúlio, o simpático gerente do bar da cervejaria.
Tudo isso chega à mesa acompanhado de um generoso copo de degustação com a própria Schornstein Imperial Stout.
Faço questão de lembrar que esta celebradíssima cerveja é fruto da parceria da Schornstein com o cervejeiro caseiro Raphael Tonera, que resultou num casamento perfeito entre a experimentação típica dos homebrewers com a necessidade constante de inovação e renovação das micro cervejarias.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Em qual Festival você foi?


Foi o festival onde os cervejeiros caseiros brilharam e  confirmaram mais uma vez o seu papel de fonte inspiradora das micro cervejarias.  O maior exemplo foi o caso da Petroleum, que nasceu caseira pelas mãos dos homebrewers da DUM, foi produzida pela Wäls e levou o ouro da sua categoria.
Foi o festival onde a cidade abraçou o evento, os leigos compareceram em peso todos os dias, consumindo vorazmente e comprovando definitivamente que o brasileiro gosta de cervejas especiais.
Foi o festival onde as micro cervejarias esvaziaram os estoques e provaram que a participação em eventos também pode gerar um bom lucro. Muitos estandes venderam o dobro ou o triplo do que na última edição e a percepção geral foi de que este volume pode aumentar ainda mais.
Foi o festival de cervejas especiais onde mais se viu distribuidores, importadores, donos de bares e restaurantes buscando se inteirar das novidades, interagir com o mercado, estabelecer contatos e fazer novos negócios.
Foi o festival que confirmou Minas Gerais mais uma vez na vanguarda da produção de cervejas artesanais no país e destacou a inovação e o crescimento do movimento cervejeiro do Paraná.
Foi o festival onde o Brasil estreou como anfitrião nas premiações internacionais, recebendo pela primeira vez o The Great South Beer Cup e dando um show ao conquistar a maioria das medalhas e menções dadas pelos jurados. Veja todos os resultados aqui.
Foi acima de tudo o festival onde a diversidade subiu no pódium, ao premiar em categorias importantes cervejarias nem tão badaladas ou que foram abertas recentemente.
Foi, inclusive, o festival onde alguns visitantes desavisados, achando que iriam encontrar um genérico da Oktoberfest, tiveram a opção de comprar o litrão de uma famosa cerveja de grande giro e levar um prático engradado de mão.
Por último, porém o mais significativo, este foi o festival onde a humildade, a paixão e a determinação saíram vitoriosas, fazendo a diferença na contagem dos votos, conquistando o ouro em diferentes estilos e levando a grande taça para casa.