terça-feira, 26 de maio de 2015

Viagem cervejeira ao berço das Lagers em setembro/15

Quer conhecer a Escola Alemã de perto na companhia de um sommelier?

Então inscreva-se no curso Caminhos da Cerveja - Parte 1, que vai levar um grupo de apreciadores de cerveja à Republica Tcheca e ao sul da Alemanha, entre 18 e 27 de setembro.

A ideia é proporcionar uma experiência cervejeira autêntica no local onde nasceram muitas das cervejas que bebemos hoje e seguiram a Lei de Pureza por quase 500 anos.

Veja mais informações abaixo:

CURSO VIVO / CERVEJAS

Proposta

A bebida alcoólica mais consumida pela humanidade tem uma trajetória que se confunde com a própria história da civilização. Para entender a cerveja também como um produto cultural, não apenas alimentício, o curso apresenta os principais estilos de cervejas agrupados pelas escolas cervejeiras que os criaram, explora suas diferenças sensoriais através de degustações e harmonizações nos seus locais de origem e contextualiza o momento e as condições em que as cervejas surgiram. Nesta primeira viagem iremos estudar a Escola Alemã, que engloba Alemanha e República Tcheca.

CERVEJAS DO VELHO MUNDO - PARTE 1: ESCOLA ALEMÃ

Uma visita guiada ao berço das cervejas preferidas da atualidade, através de duas grandes nações cervejeiras do velho mundo:

República Tcheca, terra natal da Pilsner, e Alemanha, onde nasceram as Lagers.

Vamos investigar in loco as origens, as principais características e a importância cultural das cervejas fabricadas pela tradicional Escola Alemã de cerveja.

A partir de Praga, Humpolec, Pilsen, Bayreuth, Bamberg, Hallertau, Erding, Frising e Munique, visitaremos cervejarias milenares, cidades históricas, restaurantes de fábrica e bares seculares para conhecer onde e como surgiram as Lagers que tanto gostamos, finalizando na maior festa de cervejas de todo o mundo, a Oktoberfest de Munique.

Roteiro

1) REPÚBLICA TCHECA: Praga • Humpolec • Pilsen

Terra natal do estilo mais consumido atualmente, o Pilsner, a República Tcheca apresenta o maior consumo per capita do mundo e cervejas de grande excelência que conquistaram a preferência dos apreciadores de cerveja desde o século XIX.

2) ALEMANHA: Bamberg • Hallertau • Erding • Freising • Munique

Berço das Lagers, a católica Bavária, no sul da Alemanha, abriga cervejarias milenares, a maior região produtora de lúpulo em extensão do mundo, a mais famosa universidade de mestre-cervejeiros, agradáveis biergartens e a maior festa de cerveja do planeta!

8 noites • 18 a 27 de setembro de 2015 • República Tcheca e Alemanha


RESERVAS e INFORMAÇÕES: (21) 3030-6541 / (21) 3030-6549


Veja detalhes abaixo:









Próximos Cursos Vivos de cerveja com data a definir:

Parte 2: Escola Belga - Bélgia e Holanda • Abril de 2016

Parte 3: Escola Inglesa - Inglaterra e Escócia • Setembro de 2016

Parte 4: Novo Mundo - Estados Unidos (West Coast) • Abril de 2017

quinta-feira, 7 de maio de 2015

BH recebe filial da Hofbräu, tradicional casa de Munique

Os amantes da boa cerveja e da gastronomia alemã podem comemorar. Uma das cervejarias mais tradicionais da Alemanha, a Hofbräu, com sede em Munique e unidades em países como Austrália, China e Estados Unidos, chega ao Brasil. A casa será inaugurada ainda neste ano na região centro-sul da capital mineira.

Veja abaixo fotos da fachada da sede da cervejaria em Munique no começo do século passado e o interior dela atualmente.




A casa terá o conceito de Brewpub, que integra a fabricação da cerveja no mesmo espaço para deliciar as iguarias da gastronomia alemã e promover encontros animados e interações. Será um local que vai manter as experiências e tradições alemãs.




A Hofbräuhaus, a casa de venda de cerveja da Hofbräu, é uma das cervejarias mais famosas e antigas do mundo. Fundada em 1589 pelo Duque William V da Baviera para evitar comprar cerveja da baixa Saxônia, apenas em 1828 a cervejaria foi aberta ao público. Foi na casa que teve início em 1810, a Oktoberfest, a grande festa da cerveja, criada para comemorar o casamento do rei Ludwig I da Bavária. Na segunda guerra mundial toda a estrutura da cervejaria foi destruída num bombardeio e reconstruída em 1958. A Hofbräuhaus BH será a primeira filial da América Latina.