domingo, 8 de setembro de 2013

Bodebrown Wee Heavy e patê com geleia

No curso de Harmonização e Degustação Guiada do chef e sommelier de cervejas paranaense Allan Cunha no Armazém São Jorge, a entrada, após o petisco, foi a Bodebrown Wee Heavy com patê de fígado acompanhado de geléia de frutas vermelhas e torradas. A combinação encantou a todos os presentes. Os aromas de frutas secas escuras convidavam para uma porção generosa de torrada com o patê. Quando a cerveja e o patê com a geléia se encontram na boca, a harmonização é certeira. Cada um, que individualmente são excelentes por si, formam uma terceira identidade que faz a nossa alma sorrir satisfeita por estar tendo aquela experiência. O acidez das frutas vermelhas ajuda com a gordura do patê, ressaltando o sabor de especiarias presente na cerveja. Uma combinação que pode ser reproduzida em casa até por quem não possui dotes culinários. Um bom patê, uma boa geléia, torradas e a mundialmente premiada Bodebrown Wee Heavy. Fica a dica!

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

De Bora Perigosa IPA e gouda maturado e temperado com curry

Hoje teve curso de Harmonização e Degustação Guiada com o chef e sommelier de cervejas Allan Cunha, do Paraná. Para começar, a entrada foi queijo gouda maturado temperado com curry harmonizado com a De Bora Poderosa IPA, uma english India Pale Ale, encorpada e com cargas generosas de malte e lúpulo que encontraram consonância no queijo, que era igualmente temperado e ao mesmo tempo adocicado, condimentado e ácido. O contraste do salgado do queijo também ressaltou o dulçor presente na cerveja. Esta deliciosa harmonização foi feita no Armazém São Jorge, em Niterói. Fica a dica!

domingo, 18 de agosto de 2013

Schornstein: a cerveja com alma, agora em garrafa

Depois de algum tempo de espera, os apreciadores de boa cerveja podem comemorar a chegada das cervejas Schornstein às prateleiras. É que até hoje, só os felizardos que iam até Pomerode, em Santa Catarina, ou à Holambra, em São Paulo, tinham o prazer de experimentar essas delícias, direto das chopeiras. Agora, as Schornstein Pilsen, Weiss, IPA, Bock e Imperial Stout podem ser consumidas em garrafas. Por enquanto, são distribuídas apenas em bares, empórios e restaurantes de Santa Catarina e de São Paulo que trabalham com cervejas especiais. Mas, muito em breve, com toda a certeza, a Schornstein estará presente em outros estados e numa taça perto de você. Uma grande conquista para esta micro cervejaria artesanal de altíssima qualidade, que faz jus ao seu slogan: "Schornstein. A cerveja com alma."

sábado, 17 de agosto de 2013

A Melhor Carta de Cervejas do Rio: Delirium Café

Esta semana o Delirium Café foi eleito pelo terceiro ano consecutivo A Melhor Carta de Cervejas do Rio pelo Prêmio Rio Show de Gastronomia, promovido pelo jornal O Globo. Quem conhece, sabe que não podia ser diferente. Este templo carioca da cultura cervejeira é a maior Meca das cervejas especiais na capital fluminense e uma das maiores do Brasil. A única filial da famosa casa de Bruxelas, que leva o mesmo nome e ostenta mais de 2 mil rótulos de cerveja. Aqui, seus felizes frequentadores podem escolher entre mais de 350 rótulos diferentes e serão servidos pela melhor brigada de especialistas em cerveja artesanal. Todos treinados pelo simpático gerente Tom (na foto ao lado), o profissional que trabalha há mais tempo com cervejas especiais no Rio. São apenas 16 anos de experiência no ramo! Sem falar que é o único bar de cerveja que investe em educação cervejeira regularmente, através da Delirium Akademie, o único espaço de estudos de cerveja que fica dentro de um bar cervejeiro. Parabéns a toda a equipe, dos proprietários Hélio e João, que realizaram o sonho de construir este bar, aos garçons, que são também - igualmente à Carta de Cervejas - os Melhores do Rio!

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Delirium Akademie abre mais uma turma do curso Conhecedor de Cerveja

É um orgulho ver esse pessoal que enfrentou 4 noites de segunda feira para conhecer mais sobre cervejas especiais. Sempre com muita empolgação e disposição para assistir aulas que às vezes se estendiam até depois das onze da noite. Esse é o poder que as cervejas especiais despertam em quem se inicia na deliciosa jornada de explorar novos estilos, entender um pouco mais de sua história, processos de produção, ingredientes, harmonização e tudo que faz parte deste universo da cultura cervejeira. Esse é um caminho sem volta - delicioso e encantador. Parabéns à 4ª turma do curso Conhecedor de Cervejas da Delirium Akademie! Que venha a próxima turma, com a mesma sede de cerveja boa deste pessoal. As inscrições estão abertas em www.deliriumakademie.com.br e a primeira aula é dia 26 de agosto. Matricule-se já!

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Dama Bier chega ao Rio

Ela chegou ao Rio para conquistar! O portfólio de cervejas artesanais da Dama Bier agora está disponível na rede de supermercados Zona Sul, no Rio de Janeiro. Uma conquista importante para a cultura cervejeira nacional, a expansão da cervejaria de Piracicaba, interior de São Paulo, é fruto do investimento numa dupla que está dando muito certo: o sommelier de cervejas trabalhando em conjunto com o mestre cervejeiro. No caso, o sommelier Paulo Betiol e o mestre cervejeiro Ilceu Dimer, que fizeram história na Bierland, de Blumenau, e agora estão fazendo um brilhante trabalho na Dama Bier. Quando se associaram na Bierland, iniciaram uma trajetória de grandes lançamentos e premiações internacionais, que já estão repetindo em Piracicaba. Quem é do Rio, vai gostar dessa Dama!

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Cerveja "sem frescuris!"

Sofisticação não tem nada a ver com formalidade. Prova disso é o lançamento da nova cerveja desenvolvida pelo cervejeiro paulista André Cancegliero, da Cervejaria Urbana. Depois de rótulos divertidíssimos e deliciosos, como Gordelícia, Padin Padi Ciço, Teta, Loira do Banheiro e Gay Goose, chegou a vez da Biritis, uma encomenda da carioca Brassaria Ampolis, em tributo ao pai de um dos donos, o saudoso Mussum.



Trata-se de uma cerveja do estilo Vienna Lager, com 4,8% de teor alcoólico, refrescante e de muita personalidade. A cerveja será vendida inicialmente apenas em pontos especiais no Rio de Janeiro e em São Paulo, a partir do dia 19 de agosto. É uma cerveja de altíssima qualidade, com uma bela carga de maltes levemente tostados, que apresenta equilíbrio perfeito entre o adocicado e o amargo, culminando em um elegante final seco.



Porém, mesmo com toda essa nobreza de ingredientes e receita competentíssimamente executada, é uma cerveja para ser degustada, como diria o nosso querido Antonio Carlos Bernardes Gomes, vulgo Mussum, "sem frescuris!"

sábado, 27 de julho de 2013

Propaganda criativa de cervejas especiais

Muito legal ver propaganda de cervejas puro malte feita com o mesmo nível de criatividade, sofisticação e produção empregado nas campanhas das cervejas de combate. No caso, a Petra Aurum, fabricada pelo Grupo Petrópolis e criada pela Agência Young & Rubican. A ideia parte da desconstrução da imagem para mostrar os detalhes que fazem da Petra uma cerveja especial. O slogan, que amarra a ideia, diz "Petra. Feita de detalhes." Não tem gostosas, jovens na praia e nem adolescentes de 30 anos bebendo no bar. Porque não precisa. A qualidade da cerveja é suficiente para vender o diferencial do produto, sem precisar apelar para outros artifícios. Parabéns à equipe de criação da agência, que soube traduzir bem o que os amantes das boas cervejas sentem quando fazem as suas escolhas.



sexta-feira, 26 de julho de 2013

Lançamento da Noi Amara com harmonização dupla!

Estão à venda os convites para a harmonização de lançamento da nova cerveja artesanal da cervejaria Noi, que será batizada de Amara. Uma Imperial IPA (India Pale Ale) de 10% de álcool, elaborada pelos cervejeiros Leonardo Botto e Gilmar Gutbrodt. Os participantes desta harmonização serão os primeiros felizardos a experimentar esta tão aguardada novidade da cervejaria de Itaipu, em Niterói. No evento, os presentes harmonizarão 6 pratos com 5 cervejas artesanais da Noi, inaugurando o conceito inédito de Double Pairing, ou harmonização dupla, onde a último prato principal e a sobremesa irão combinar com a Noi Amara. Para mostrar a versatilidade do estilo Imperial IPA na gastronomia. Informações e reservas, entre em contato direto com a Noi: (21) 2709-3939. Oportunidade única de conhecer este lançamento em primeira mão, não perca!

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Bambergerator Doppelbock e queijo emmental

Com essa onda de frio, nada melhor que uma cerveja que seja recomendada para o inverno, como a sazonal Bambergerator Doppelbock, da Cervejaria Bamberg, de Votorantim, interior de São Paulo. Uma cerveja artesanal, do estilo Doppelbock, produzida apenas para os meses mais frios do ano, com 8,2% de teor alcoólico e um perfil sensorial bastante complexo. No aroma, presença marcante de caramelo da carga extra de maltes tostados, que remetem a amadeirado e frutas secas escuras. Nopaladar, sensação de corpo mais estruturado e dulçor, que equilibra bem o álcool, trazendo aquecimento na medida certa. A sugestão é harmonizar com um belo queijo emmental de boa qualidade. Predomina harmonização por semelhança do adocicado, da gordura e do amendoado com caramelo, tostado e frutas secas. Fora isso, o álcool também contribui para cortar a gordura abundante do queijo. Uma excelente estratégia para enfrentar os dias frios com muito sabor!

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Noi lança uma Imperial IPA (India Pale Ale) em agosto

Nesta foto, que foi tirada semana passada durante a brassagem da próxima cerveja a ser lançada pela Cervejaria Noi, vemos os cervejeiros Leonardo Botto e Gilmar Gutbrodt, atentos ao processo que resultará numa Imperial India Pale Ale. Para o seu lançamento, está prevista uma harmonização das cervejas da Noi no restaurante da fábrica, que vai apresentar um conceito novo na forma de montar um cardápio de combinações entre pratos e cervejas. Para mostrar a versatilidade do estilo Imperial IPA, a cerveja será harmonizada com o último prato principal, e uma nova dose da cerveja será servida para também harmonizar com a sobremesa. Como no mundo da cerveja cada novo processo é batizado, esta nova modalidade levará o nome de Double Pairing, ou harmonização dupla. A data prevista é dia 24 de agosto, um sábado. Pela competência destes dois, vale a pena reservar e aguardar para degustar mais uma cerveja gostosa da Cervejaria Noi.

domingo, 21 de julho de 2013

Früh Kölsch e salsichas alemãs com pretzel

O estilo Kölsch não é muito conhecido dos brasileiros, apesar da excelente Eisenbah Kölsch, que agrada a todos que a degustam. É um estilo que possui D.O.C. (denominação de origem controlada) e a rigor só pode dar nome às cervejas produzidas na cidade de Colônia (Köln), na Alemanha. É uma cerveja de perfil sensorial limpo, com algum aroma e sabor levemente puxando para o frutado, facilmente confundida com uma pilsner. Sua produção é protegida pela Kölsch Konvention, que abriga cerca de 20 cervejarias nas redondezas da cidade. Seu copo, o Stange, é cilíndrico, reto e longo, que é transportado até a mesa em uma bandeja especial, chama Kranz (coroa). Uma cerveja muito refrescante, ideal para os dias mais quentes, mas que quando é harmonizada com um mix quente de salsichas pode enfrentar bem o frio do inverno. Aproveite!

sábado, 20 de julho de 2013

Kit DaDo Bier Double Chocolate Stout à venda nas lojas da Kopenhagen

Uma sugestão diferente e muito gostosa de presente é o kit da Dado Bier Double Chocolate Stout, feita com cacau da Kopenhagen e que acompanha tabletes de chocolate 70% cacau para harmonizar. A receita desta cerveja é de autoria dos cervejeiros caseiros Ricardo Rosa e Mauro Nogueira, do Rio de Janeiro. Eles acertaram em cheio no sabor da cerveja, que tem o ineditismo de ser encontrada nas lojas da Kopenhagen espalhadas pelo Brasil. Se você é chocólatra e gosta de cervejas especiais, não pode perder de degustar e harmonizar esta preciosidade. Vale ressaltar o fato de que a cerveja levou mais de 2 anos para ser registrada, por causa da defasagem da nossa legislação sobre cervejas, que impedia a produção de cervejas com chocolate por causa do leite, que é produto de origem animal. Um anacronismo da nossa lei brasileira, mas que já está em vias de ser corrigida por conta da aproximação do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com o setor de cervejas. Uma dica para o fim de semana de frio que começa hoje. Dica: vem dois tabletes de cada chocolate, para serem harmonizados a dois…

sexta-feira, 19 de julho de 2013

1º Festival de Cervejas e Queijos Delirium Akademie

Ambos, queijo e cerveja, são o resultado de milhares e milhares de anos domesticando leveduras para fazer com que o fenômeno natural que chamamos de fermentação se transforme em poesia nas nossas bocas. Separados, queijo e cerveja, já são uma experiência gastronômica em si, sem precisar de ajuda de mais nada para nos surpreender, alimentar e saciar nosso apetite por descobrir novos prazeres, ou repetir aqueles aos quais já fomos apresentados. Juntos, queijo e cerveja, formam um casal harmonioso, cujos atributos individuais de cada um não apenas preservam as características do seu par, como também realçam as suas qualidades. Nesta segunda, 22 de julho, a Delirium Akademie vai promover seu primeiro Festival de Queijos e Cervejas, para nos brindar com a degustação e a harmonização de sete diferentes queijos e sete diferentes cervejas. Vamos experimentar e descobrir o que acontece quando estes dois alimentos, há tanto tempo conhecidos pelo homem, se unem para nos surpreender.
Mais informações em: www.deliriumakademie.com.br.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Faça mais turismo cervejeiro

Participar de viagens cervejeiras é um barato, ainda mais se for na companhia de um grupo de pessoas que dividem a mesma paixão pelas cervejas especiais e se conhecem de outros eventos. Foi o que aconteceu com o grupo da Delirium Akademie, que neste sábado esteve visitando a Vila St. Gallen, em Teresópolis, junto com o sommelier de cervejas José Raimundo Padilha. A expedição degustativa inaugurou o nível intermediário do curso Conhecedor de Cervejas da escola, que tem como objetivo levar os alunos para conhecer os locais onde as cervejas são produzidas. Nesta primeira visita, houve um encontro com o mestre cervejeiro da St. Gallen, Gabriel Di Martino, que é um aficionado pela bebida e largou a faculdade de medicina para se dedicar ao curso de formação de técnico cervejeiro do Senai de Vassouras, o único no Brasil nesta área. Durante a conversa, os alunos tiveram a oportunidade de degustar, direto do tanque, o protótipo de uma deliciosa strong bitter de 10% de teor alcoólico, que estava maturando. Uma experiência que o mestre cervejeiro Gabriel estava aprontando como parte de sua pesquisa para lançar ano que vem uma cerveja sazonal de inverno. Explore você também este maravilhoso mundo das cervejas especiais que está surgindo no Brasil, visite uma cervejaria perto de você!

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Café reforçado: Founder's Breakfast Stout e waffles com maple syrup e bacon

Não é que deu certo? Waffles com maple syrup e bacon frito harmonizados com a Founder's Breakfast Stout. Uma tentativa de reproduzir um típico café da manhã americano, que agradou em cheio quem esteve na aula de cervejas da escola americana, no Espaço Carioca de Gastronomia. Quando a cerveja, que é do estilo oatmeal stout, encontra a massa do waffle na boca, parece que se está tomando café com bolo, incrível. Na sequencia, o dulçor extremo do maple syrup corta o amargor persistente da cerveja, e vice versa, deixando a harmonização muito suave e agradável. Na sua próxima ida aos EUA, fica uma sugestão para começar bem o dia: Founder's Breakfast Stout no café da manhã!

terça-feira, 16 de julho de 2013

Descubra os eventos de cervejas especiais!

No último domingo, aconteceu uma degustação de cervejas especiais, com harmonização e palestra, no Armazém São Jorge, em Niterói, com o sommelier de cervejas José Raimundo Padilha conduzindo os trabalhos para um seleto grupo de interessados em conhecer este universo. Como têm acontecido em todos estes eventos, o público fica maravilhado com as combinações propostas e muda sua antiga crença de que cerveja não foi feita para harmonizar com gastronomia. Ao contrário, o que as pessoas descobrem é que a cerveja pode ser um grande aliado para realçar os aromas e sabores dos mais variados tipos de pratos, da entrada à sobremesa. Nessas horas, a ajuda de um sommelier de cervejas, explicando o porque das combinações, é uma ferramenta poderosa para mostrar até onde pode ir nossa descoberta com as cervejas à mesa. Se você é interessado em cervejas especiais, busque estes eventos. Se você é dono de bar, restaurante, cervejaria, distribuidora ou curso de gastronomia, promova estes eventos. Cada vez mais pessoas estão descobrindo essa prazerosa maneira de ampliar seus conhecimentos!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Réguas de cervejas com mini harmonizações

Réguas de degustação, especialmente se acompanham pequenas amostras de harmonização, são um jeito lúdico de apresentar as possibilidades de combinações entre cerveja e comida. Quem faz isso muito bem feito é a Vila St. Gallen, em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro, que junta numa tábua os seus quatro chopes e quatro mini harmonizações: amendoim, queijo, fruta seca e chocolate. Um item do cardápio que não precisa da cozinha para o garçom montar e que agrada o público em cheio. Sem falar, com certeza, de que explica melhor as características individuais e as diferenças entres os rótulos da casa. Mas você pode fazer isso em casa para os seus convidados, ou mesmo para você conhecer novas cervejas enquanto petisca.

domingo, 14 de julho de 2013

Vedett Extra White e torta de limão

As harmonizações de cerveja e sobremesa são sempre as mais inusitadas e surpreendentes, pois a maioria das pessoas ainda não imagina as possibilidades de combinação de cervejas com doce. Uma torta de limão e uma witbier são escolhas certeiras para montar uma harmonização que vai mudar a maneira como as pessoas vão passar a enxergar esse tipo de união à mesa. Experimente você também e ajude mais pessoas a ampliarem suas experiências gastronômicas.

sábado, 13 de julho de 2013

Green Flash Friendship Brew e fagottini de vitelo ao molho de tartufo

Com esse friozinho que o início do inverno traz, nada melhor do que uma massa para esquentar a alma. Mas, e a harmonização, qual vai ser? Sempre, no caso de pastas, quem comanda a combinação é o molho. Este fagottini de vitelo com molho de tartufo caiu bem com a Green Flash Friendship Brew, cerveja artesanal californiana produzida em San Diego. Seu estilo é um inusitado e inédito Black Saison, que combina as características de uma belgian saison com maltes torrados e o frescor amargo e cítrico dos lúpulos americanos. Por isso, podemos harmonizar com a carne do vitelo e as notas terrosas da trufa negra. Uma união certeira e surpreendente, preparada pelo chef Jessé Valentim, do Vieira Souto Ristorante, e pelo sommelier de cervejas José Raimundo Padilha.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Cerveja em traje de vinho

Coruja Alba Weizenbock e arroz de carnaroli com presunto de parma, melão e mascarpone









Quando o vinho colocou o terno para ganhar nobreza e sofisticação, fez dele uma camisa de força.

St. Feuillien Saison acompanhada por carpaccio de frutos do mar com manjericão e tomate


















































A cerveja tem tudo a aprender e a ganhar com o vinho, mas com a vantagem de não precisar vestir paletó e gravata.

Green Flash Friendship Brew escoltada por massa recheada de vitelo e molho tartufo


















































A cerveja é informal, mas pode ser extremamente sofisticada.

Gouden Carolus Classic e peito de pato assado ao molho de figo e mel, com purê de batata













































Mesmo mantendo sua informalidade, a cerveja é versátil e pode estar em qualquer ambiente ou em qualquer ocasião. Mesmo nas mais sofisticadas.

Colorado Demoiselle e tiramissú














































Quando a sofisticação do vinho encontra a informalidade da cerveja, ela ganha novas possibilidades e você ganha novas experiências.

Menu da degustação e harmonização de cervejas do Vieira Souto

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Eisenbahn 5 e bife à milanesa

Não é só de alta gastronomia que se fazem grandes harmonizações. Este bife à milanesa industrializado, que pode ser assado no forno, também rende uma excelente experiência gastronômica quando associado à Eisenbahn 5, uma vienna lager, que traz amargor e presença marcante de tostado do malte. O corte da gordura é evidente e a semelhança entre tostados também. Uma grande pedida para quem não tem muito tempo de preparar pratos mais elaborados, mas não abre mão de harmonizar sua refeição com grandes cervejas.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Vamos às harmonizações!

Promover degustações de cervejas especiais acompanhadas por harmonizações é uma oportunidade maravilhosa de surpreender quem não conhece os rótulos e as combinações propostas por você. Caprichar na apresentação, que inclui a escolha das taças e a montagem dos pratos, contribui para enriquecer a experiência gastronômica. E não precisa ser nada muito elaborado, pois as cervejas e as associações com as comidas que você escolheu já agregam muita sofisticação à ocasião. No caso, a taça escolhida foi a taça ISO, curinga entre as taças de degustação, tanto para os vinhos quanto para as cervejas. O prato foi queijo, de diversos tipos, que casam perfeitamente com cervejas, respeitando-se as combinações certas entre os perfis sensoriais de ambos. Essa brincadeira, que pode ser feita com facilidade, em casa com amigos, surte um grande efeito e será inesquecível, com certeza. Este tipo de evento também é ideal para brindar ações de relacionamento, para abrir ou encerrar um encontro corporativo, por exemplo. Escolha suas cervejas favoritas, teste as melhores combinações com queijos e faça a festa!

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Gouden Carolus Classic e pato com figo, mel e purê

Algumas harmonizações são mais surpreendentes do que outras, não porque são pratos ou cervejas que nunca tomamos, mas porque não os degustamos com frequência ou porque são receitas que agregam algum elemento que faz crescer nossa experiência gastronômica. Como esta Gouden Carolus Classic harmonizada à perfeição com este peito de pato assado ao molho de figo e mel acompanhado por purê de batata, executado pelo chef Jessé Valentim, do Vieira Souto Ristorante, em Ipanema. Para começar, cervejas do estilo Belgian Dark Strong Ale não estão entre nossas escolhas mais frequentes, o que as destacam quando chegam à mesa. Segundo, pato também não é um item frequente nos cardápios do dia a dia. E, principalmente, pelas receitas de ambos. O prato, com figo, mel e um purê que rouba as atenções pelo simples fato de ser feito com manteiga francesa de primeira. A cerveja porque é rica e complexa em aromas e sabores, passando por café, chocolate, baunilha, nozes. Quando toda essa festa sensorial acontece na boca, não tem como a gente não se encher de júbilo e satisfação. Uma surpresa boa para corpo e alma.

domingo, 7 de julho de 2013

Tripel Karmeliet e sanduíche de brie com damasco

O hambúrguer gourmet, que harmoniza à perfeição com cervejas do estilo vienna lager, não fica sozinho nas opções de sanduíche que formam belos pares com cervejas especiais. É também o caso do sanduíche de queijo brie com geleia de damasco no pão ciabatta, harmonizado com a Tripel Karmeliet, deliciosa cerveja do versátil estilo belgian tripel. Mais uma vez, vemos a combinação mágica do trio tripel, brie e damasco. Só que na forma de um saboroso sanduíche gourmet. O da foto foi tostado e aquecido na chapa, para derreter o brie.

sábado, 6 de julho de 2013

Harmonização no Armazém São Jorge, em Icaraí

Tem programa para o almoço de domingo no dia 14 de julho? Participe da harmonização do Armazém São Jorge, em Icaraí, Niterói. Serão 5 cervejas e 5 pratos, com explicações do sommelier de cervejas José Raimundo Padilha.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Bierland Vienna e Deixa Arder


O melhor ataque para gordura e pimenta é amargor. Por isso, frituras se dão muito bem com a maioria das cervejas. Mas existem variações, como petiscos bem apimentados, mais específicos na hora de harmonizar. Neste caso, o bolinho Deixa Arder, do Aconchego Carioca, que é pimenta dedo de moça empanada recheada de carne seca e catupiry. O indicado aqui é optar por um rótulo um pouco mais amargo e, de preferência, mais condimentado também - que é a percepção de especiarias e a sensação delas na boca, trazendo uma leve ardência. Exemplo perfeito desta combinação é a Bierland Vienna, cerveja catarinense detentora de várias premiações, nacionais e internacionais. Sua carga a mais de lúpulo agrega amargor suficiente para fazer frente à gordura do prato. A espuma, de boa formação, ajuda a limpar a boca, com as bolhas fazendo uma espécie de raspagem à medida em que estouram, ao entrarem em contato com a superficie da língua e do palato. Essa limpeza permite sentir mais a pimenta na próxima mordida. O amargor vem na sequência para quebrar a intensidade da pimenta, deixando a experiência mais agradável. Experimente.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Três Lobos Bravo Imperial Porter e strudel de maçã

Surpresas agradáveis rendem sempre ótimas experiências. Harmonizar boas surpresas com cervejas de qualidade e gastronomia de primeira é o segredo para confeccionar momentos inesquecíveis. Foi o que aconteceu quando se juntaram à mesa a Três Lobos Bravo Imperial Porter e este strudel de maçã com sorvete de creme e calda quente de goiabada. A primeira surpresa vem do rótulo, que foge do tradicional,bonito e com ilustrações de Velho Oeste, além de um talho proposital na borda, como se tivesse sido arranhado por um animal. Depois, vem a informação de que a cerveja foi maturada em barril de madeira umburana. O teor alcoólico de 9% também surpreende. E o estilo Imperial Porter intriga a curiosidade de quem nunca ouviu falar nele. Por último, a surpresa vem do casamento fantástico dos dois perfis sensoriais. A harmonização se faz por corte da gordura do sorvete, da calda e do strudel. Por contraste entre o amargor da cerveja e o dulçor predominante da sobremesa. E por semelhança entre o tostado do malte e o tostado da massa folhada, a baunilha da cerveja com a do sorvete, e a acidez da goiaba e o caráter cítrico do lúpulo.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Fuller's India Pale Ale e rocambole de carne

Harmonizações perfeitas não se resumem a combinar os perfis sensoriais dos pratos e das bebidas. O ideal é quando outros fatores, como ambiente, regionalismo e ocasião se juntam para engrossar o caldo da harmonização. É o que acontece com esta união à mesa da inglesa Fuller's India Pale Ale e rocambole de carne. Uma receita caseira muito comum nos jantares dos britânicos, que casa lindamente com esta deliciosa IPA, igualmente natural do Reino Unido. Harmonização por corte, limpando a boca da gordura da carne e do queijo pelo álcool, gás e amargor acentuado da cerveja. Seguida pela harmonização por semelhança do tostado da carne assada com o malte tostado da bebida. Uma excelente opção para o dia a dia. Não é apenas uma harmonização de cerveja e prato, mas também de dois itens tradicionais da gastronomia inglesa, que estão frequentemente no cardápio dos britânicos. Este prato foi executado pelos chefs Ana Salles e Marcelo Scofano, na Escola de Culinária Estilo Gourmet.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Demoiselle e tiramissú

Sobremesas à base de chocolate rendem grandes harmonizações quando associadas com cervejas mais escuras e mais amargas. Como esta composição de tiramissú clássico com a Colorado Demoiselle, a cerveja do estilo porter que foi eleita a Melhor Porter do Mundo, em 2008. A harmonização é completa, se faz através dos 3 pilares: corte, semelhança e contraste. O gás, o álcool e o amargor cortam a gordura do queijo mascarpone. Os aromas e sabores de chocolate e café se assemelham em ambos, cerveja e prato. E, por fim, o contraste se dá pelo dulçor da sobremesa, em oposição ao amargor da cerveja de Ribeirão Preto. Este tiramissú é o tiramisú a modo mio, executado pelo chef Jessé Valentim, do Vieira Souto Ristorante.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

St. Feuillien Saison e carpaccio de frutos do mar

Maresia e acidez foram feitos um para o outro. Esse é o segredo do sucesso de toda harmonização que reúne frutos do mar com uma bela cerveja do estilo saison. Especialmente, quando é o carpaccio di mare al basilico do Vieira Souto, o melhor italiano do Rio, e a belga St. Feuillien Saison, a melhor saison do mundo. A harmonização se faz por corte da gordura do prato pela acidez, amargor, álcool e gás da cerveja, e por semelhança da acidez da cerveja e da maresia do prato, e também do fescor do tomate e do manjericão com as especiarias e o caráter cítrico da bebida. Uma grande pedida para o nosso clima e a queda do brasileiro por uma boa praia.

domingo, 30 de junho de 2013

Coruja Coice Fora de Série e tartelete de nozes

Harmonização de cervejas e sobremesas causa estranhamento e encanto. São as combinações que mais conquistam as pessoas para as possibilidades da utilização das cervejas como protagonista da boa mesa, por serem tão inusitadas. Teste os rótulos e os doces que você mais gosta e monte o seu próprio repertório de harmonizações com sobremesa.

sábado, 29 de junho de 2013

Green Flash Trippel e mignon ao damasco e risoto de brie

Uma harmonização clássica e que agrada a todos é combinar cervejas do estilo Tripel com pratos à base de brie e damascos. Os dois são agridoces e equilibram bem o dulçor e o amargor muito presentes em ambos. E existem mil maneiras de montar essa harmonização: um pedaço de damasco e uma fatia de brie, pastel de brie com damasco, sanduíche de brie com damasco, quiche de brie com damasco. Mas, um jeitão diferente de compor esta harmonização dos Deuses foi reunir à mesa a Green Flash Trippel Ale, cerveja do estilo Belgian Tripel produzida na Califórnia, com um filé mignon ao ponto, encoberto por molho de damasco e escoltado por risoto de brie. A harmonização se dá através dos seus três pilares: corte, semelhança e contraste. Começa com a harmonização por corte da gordura presente no prato pelo gás, amargor, acidez e teor alcoólico de 9,7% da cerveja, limpando a boca para receber mais garfadas. Segue com a harmonização por semelhança da acidez adocicada e cítrica de ambos, cerveja e prato. E termina com a harmonização por contraste do caráter salgado do prato com o dulçor da cerveja, e do dulçor do molho com o amargor da cerveja. Pode testar, que não falha! O prato da foto foi executado pelos chef Ana Salles e Marcelo Scofano, na Estilo Gourmet, no Rio de Janeiro.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Curso da Delirium Akademie: nova turma nesta segunda!

Na próxima segunda, 01 de julho, começa o curso CONHECEDOR DE CERVEJAS da Delirium Akademie. Para quem quer conhecer mais sobre cervejas especiais e cultura cervejeira: história, estilos, ingredientes, escolas cervejeiras, como degustar, como harmonizar, processos de fabricação, armazenamento, temperatura de serviço, etc. O aluno vai degustar mais de 20 rótulos e recebe apostila, fichas de degustação e certificado. Ideal para apreciadores e profissionais que buscam conhecer mais o universo das cervejas especiais. Na foto, a última turma que se formou na semana passada. Não perca essa chance, inscreva-se em: www.deliriumakademie.com.br

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Curso de cervejas especiais começa na segunda, 01/07

Não perca! Começa nesta segunda, dia 01 de julho, o curso CONHECEDOR DE CERVEJAS NÍVEL BÁSICO da Delirium Akademie, no Delirium Café. São 4 aulas quinzenais: 01/07, 15/07, 29/07 e 12/08, sempre às 20:00, apresentando todos os temas do universo das cervejas especiais. Com degustação de mais de 20 rótulos, certificado de participação, apostila, fichas de degustação e coquetel de boas vindas em todas as aulas. Em ambiente agradável, na casa eleita A Melhor Carta de Cervejas do Rio. As aulas serão dadas pelo sommelier de cervejas José Raimundo Padilha. Mais informações e reservas em www.deliriumakademie.com.br (clique aqui).

quarta-feira, 26 de junho de 2013

1ª Harmonização do Vieira Souto Ristorante, neste sáb.

Acontece neste sábado, 29/6, às 13h, a 1ª harmonização de cervejas especiais do Vieira Souto, em Ipanema. Serão degustados 5 rótulos de cervejas, devidamente harmonizadas com 5 pratos do cardápio do restaurante.

Veja abaixo o Menu Degustação:

ENTRADA: ST. FEUILLIEN SAISON, harmonizada com CARPACCIO DI MARE AL BASILICO (CARPACCIO DE FRUTOS DO MAR COM MANJERICÃO E TOMATE)

PRIMEIRO PRATO: GREEN FLASH FRIENDSHIP BREW, harmonizada com FAGOTTINI DI VITELLO CON SALSA DI TARTUFO (MASSA RECHEADA DE CARNE DE VITELO E MOLHO DE TARTUFO)

SEGUNDO PRATO: CORUJA ALBA WEIZENBOCK, harmonizada com RISOTTO CON PROSCIUTTO DI PARMA, MELONE E MASCARPONE (ARROZ CARNAROLI COM PRESUNTO DE PARMA, MELÃO E QUEIJO MASCARPONE)

TERCEIRO PRATO: GOUDEN CAROLUS CLASSIC, harmonizada com PETTO D’ANATRA ARROSTO CON FICHI E MIELE (PEITO DE PATO ASSADO AO MOLHO DE FIGO E MEL SERVIDO COM PURE DE BATATA)

SOBREMESA: COLORADO DEMOISELLE, harmonizada com TIRAMISÚ A MODO MIO (TORTA ITALIANA COM BISCOITO PAVESINI, CAFÉ, LICOR AMARETTO, MASCARPONE E CACAU)

R$ 150,00 por pessoa + taxa de serviço (12%)

Reservas: (21) 2267-9282

terça-feira, 25 de junho de 2013

1ª Harmonização do Bar Chopin, em Itaipava

Neste último sábado, 22 de junho, aconteceu a primeira harmonização do Bar Chopin, em Itaipava, com a minha condução. Foram harmonizadas cinco cervejas e cinco pratos: Cidade Imperial Helles com croquete alemão, Coruja Strix com salsichas Viena e salada de batata, La Chouffe com sopa de lentilha, Colorado Indica com joelho de porco, Três Lobos Bravo Imperial Porter com strudel de maçã e sorvete de creme. Entre os presentes, estavam alguns funcionários da cervejaria Cidade Imperial. O evento foi um sucesso e, como não poderia deixar de ser, se falou bastante da nossa bebida favorita.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Colorado Indica e joelho de porco

Algumas harmonizações não têm erro. Um belo joelho de porco com a Colorado Indica, por exemplo. Corte da gordura. Intensidades equivalentes. Aromas e sabores condimentados em ambos. Predominância dos tostados e defumados adocicados, como caramelo. Sem falar que combina com começo de inverno, meia estação, quando bate aquele friozinho moderado e o corpo pede mais álcool e mais gordura. Invista nessa harmonização sem medo de errar.

domingo, 23 de junho de 2013

Amazon Beer IPA Cumaru e costelinha com polenta

Harmonizar um bom prato com uma bela cerveja é mais simples do que muita gente imagina. Mas requer conhecimento do prato e da bebida para entender porque algumas combinações são muito melhores do que outras. Como é o caso desta Amazon Beer IPA Cumaru com costelinha de porco. Experimente fazer em casa e comprove.

sábado, 22 de junho de 2013

Bamberg CaoS com carne assada recheada e inhame

Uma harmonização caseira que deu certo foi a Bamberg CaoS com carne assada recheada de paio e purê de inhame e milho. Apesar de pedir pratos mais fortes, gordurosos e intensos, o caráter mais amargo e alcoólico da cerveja casou bem com a gordura da carne e do paio, sendo ressaltado pelo perfil mais adocicado do inhame e do milho. Para quem não conhece, a Bamberg CaoS é uma cerveja do raro estilo Doppelsticke, como nos explica o seu mestre cervejeiro, dono da Cervejaria Bamberg, Alexandre Bazzo: "um estilo muito raro de se encontrar no mundo, com pouquíssimas referencias de pesquisas, mas com uma história muito rica, originária de Dusseldorf, na Alemanha, teve sua origem das tradicionais Altbiers e surgiu de um erro cervejeiro. A palavra Sticke significa Segredo no dialeto local. Diz a lenda que no tempo em que as matérias-primas da cerveja eram medidas por baldes num certo dia o cervejeiro jogou na mostura alguns baldes a mais de malte, ao perceber isto teve que balancear com lúpulo e daí teve uma cerveja mais alcoólica, mais encorpada e mais amarga que a Alt tradicional." Essa harmonização serviu para destacar as características da cerveja e recomendo para quem gosta de cervejas com mais álcool e amargor elevado.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

St. Feuillien Saison e mexilhão

Uma harmonização clássica é mexilhão cozido na casca com cervejas do estilo Saison. Antigamente, as Saison eram cervejas sazonais, produzidas pelas fazendas no final da colheita da cevada, ainda antes do verão, para enfrentar o calor extremo da estação. Tinham que ser cervejas de estrutura suficiente para não estragar rápido em temperaturas mais elevadas e serem ao mesmo tempo leves e refrescantes. A receita foi criada aproveitando o que havia restado de cevada no celeiro, adicionando outros ingredientes para temperar, que também serviam de fortificante. Neste caso, escolhemos a belga St. Feuillien Saison, eleita a melhor do mundo no ano do seu lançamento, em 2009. Para realçar ainda mais o sabor e intensificar a harmonização com a cerveja, o mexilhão recebeu molho de manteiga com pesto de manjericão. O resultado não podia ser diferente, um casamento perfeito entre bebida e prato. Para começar, semelhança por intensidade, na união de estilo e prato de perfis sensoriais bem marcantes. Na sequência, semelhança dos aromas e sabores herbais da cerveja com o pesto de manjericão. Para finalizar, corte da maresia do molusco pela acidez da cerveja e corte da gordura da manteiga pelo caráter frisante, alcoólico e amargo da Saison. Harmoniza com climas igualmente temperados!

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Viven Imperial IPA com mousse de abacaxi

Para variar das cervejas escuras para harmonizar com sobremesas à base de chocolate, uma opção são cervejas e sobremesas mais ácidas, como essa bela união de uma mousse de abacaxi com a belga Viven Imperial IPA. Corte da gordura do leite condensado, semelhança na acidez e no dulçor, finalizando pelo contraste do doce com o amargor da cerveja. Dica simples, caseira e deliciosa.