sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Cacildis na Mangueira e no bloco Põe na Quentinha?

O verdadeiro fã do Mussum sabe que Antonio Carlos Bernardes Gomes era um homem de muitas habilidades. Além do lado ator/comediante, que deu vida ao personagem que ainda é lembrado por tantos brasileiros, Mussum também foi um dos maiores sambistas do País. Exímio tocador de reco-reco, foi morador da comunidade da Mangueira e diretor da Ala das Baianas da Estação Primeira de Mangueira, tendo entrado para a história da escola como campeão do Carnaval carioca. É por isso que, tanto os fãs de Mussum quanto os apaixonados pela Mangueira, devem se emocionar neste Carnaval. Um pouco do tão saudoso bom humor do artista poderá ser lembrado na quadra da escola que ele tanto amava. Graças a uma parceria firmada entre a Estação Primeira e a cervejaria carioca Brassaria Ampolis, fundada pelo filho de Mussum, Sandro Gomes, e mais dois sócios - Diogo Mello e Leonardo Costa -, o rótulo Cacildis passa a estar à venda também na quadra da escola.



Segundo Gomes, o samba era a grande paixão de seu pai. “Tínhamos pendurada na sala de casa uma enorme bandeira da Mangueira”, lembra ele. Era Mussum quem botava ordem no grupo Os Originais do Samba, do qual fazia parte antes de entrar para Os Trapalhões. “Ele não tolerava atrasos, além de andar sempre bem alinhado”, completa. Essa dedicação e cuidado, de acordo com Gomes, são duas características do pai pouco conhecidas do público, mas que ele herdou e procura transmitir através da Brassaria Ampolis. “Todos conhecem o lado engraçado do meu pai, mas só quem convivia com ele conheceu o profissional extremamente disciplinado e exigente que era” conta Sandro. “Essa combinação de qualidade e descontração é o que trabalhamos nas cervejas da Ampolis”, explica.



Neste Carnaval carioca, a Cacildis também marcará presença no Carnaval de rua. Ela será uma das duas cervejas oficiais do Põe na Quentinha?, primeiro bloco gastronômico do Rio, que estreia este ano com a proposta de popularizar a boa gastronomia. Com o enredo “De Amaral à Tia Surica, no Aconchego do Bolinho,” o evento, um grande baile popular à fantasia, ocorrerá no sábado 7, a partir das 14h, na rua Conselheiro Saraiva, 39, no centro da cidade. O bloco irá reunir chefs, garçons, donos de bares e restaurantes, o pessoal da limpeza e, claro, os apaixonados por gastronomia e carnaval. Enquanto o samba de Makley Matos e Banda da Cozinha levanta a galera, o folião pode aproveitar várias delícias da gastronomia carioca vendidas por até R$ 20 em barraquinhas; dentre elas, a da chef Katia Barbosa (Aconchego Carioca), do chef Frederic Monnier (Brasserie Rosário), ou do Bar da Gema. Além disso, no próximo dia 14, sábado de carnaval, a cerveja Cacildis também estreia no posto de cerveja oficial da Feijoadíssima Sofitel, tradicional feijoada de Carnaval que ocorre no hotel, na praia de Copacabana.

A Cacildis é descrita como uma “Premium Lager”, uma pilsen diferenciada feita com 4 tipos de malte e 3 tipos de lúpulo, dourada e refrescante, perfeita para o verão e o carnaval. Sua irmã mais velha, a Biritis, lançada no final de 2013, é uma “Vienna Lager”, estilo que tem seu nome derivado do malte europeu do tipo Vienna.

Compre Cacildis e Biritis direto na loja online da Brassaria Ampolis, clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário