domingo, 27 de janeiro de 2013

A Dama do Lago surpreende quase 5 anos depois!

A cerveja é uma bebida viva, que se transforma ao longo do tempo. As mais sensíveis, como as pilsners, ficam alteradas mais rapidamente e não aguentam muita guarda. Porém, as cervejas mais estruturadas, mais ricas em malte e em lúpulo, com o teor alcoólico mais elevado, são beneficiadas com o passar dos anos. É o caso da Dama do Lago, uma legítima Belgian Dark Strong Ale com 9% de álcool. Criada pelo cervejeiro caseiro Leonardo Botto e vencedora do 1º Concurso Mestre Cervejeiro Eisenbahn, ela foi produzida em 2008 e esta garrafa da foto, a penúltima guardada pelo seu criador, foi aberta semana passada, com quase 5 anos de idade. Estava excelente, lembrando um vinho do porto. Pelo visto (e devidamente degustado), não são apenas os fermentados de uva que melhoram com o tempo. Algumas cervejas também.

3 comentários:

  1. Oi Zé. O que será essa outra cerveja chamada Dama do Lago (Pilsen) que achei no Facebook? Alguma ligação com o Leo Botto, Eisenbahn ou Kirin? Não consigo achar mais nenhuma informação. Parece ser mais uma cerveja clone das milhares já existentes no mercado Brasileiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci o link, bobeira minha:
      https://www.facebook.com/pages/Cerveja-Dama-do-Lago/350327768422939

      Excluir
  2. A Dama do Lago Pilsen esta no mercado paranaense muitos anos antes da Eisenbahn copiar o nome! Muito boa a cerveja.

    ResponderExcluir