quinta-feira, 5 de maio de 2016

Chegou a nova Trio

Cervejaria Blondine lança terceiro e último lote de cerveja colaborativa em parceria com o Trio de Sommelières


Cervejaria Blondine acaba de lançar o terceiro lote da TRIO, em parceria com o ABC da Cerveja – das sommelières Amanda Reitenbach, Bia Amorim e Carolina Oda.

A cerveja TRIO Verde é produzida com a mesma receita base e o mesmo estilo das anteriores, porém com lúpulos diferentes apenas no dry-hopping (adição de lúpulo no na fase de maturação, com a cerveja fria, conferindo mais intensidade aromática). A primeira produção foi feita com Brewers Gold e Pacific Gem. A segunda, lançada em dezembro, com Bravo e Saphir. E a terceira e última produzida com Nelson Sauvin e Chelan.

O estilo da TRIO é uma Session IPA, também conhecido como Session India Pale Ale. A tendência das Sessions explodiu em meados de 2010 nos Estados Unidos, em resposta aos estilos de cerveja mais fortes, alcoólicos e potentes. Sua palavra-chave é drinkability, ou seja, ser fácil de beber, porém, sem perder o sabor e as características esperadas do estilo base – neste caso, o India Pale Ale - IPA, que tem presença marcante do lúpulo no aroma, sabor e amargor. Os americanos costumam dizer “All the IBUs, half the AVB” ("Todos os IBUs - medida de amargor internacional - e metade do teor alcoólico”), isso porque a cerveja Session tem um corpo mais leve e porcentagem de álcool até 5%, mas a carga de lúpulo não diminui. A intensidade de sabor e aroma continuam, mas ainda deixando a bebida fácil, leve e ideal para quem adora cerveja pelo seu sabor.

Dados técnicos: abv 4,3 - ibu 38

Estilo: Session IPA

Lúpulos desta receita: Nelson Sauvin, de origem neozolandesa, e Chelan, de origem Norte Americana.


Sobre o ABC da Cerveja:


A = Amanda Felipe Reitenbach

Diretora do Science of Beer é Sommelier de Cervejas (Doemens-Alemanha), Mestre em Engenharia de Alimentos/Tecnologia cervejeira pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente reside em Berlin- Alemanha onde finaliza seu Doutorado com foco em gestão sensorial na VLB- Versuchs- und Lehranstalt für Brauerei . Tem em seu currículo vários cursos relacionados à indústria cervejeira, incluindo treinamentos sensoriais e cursos de aprofundamento em processos cervejeiros. Realizou trabalhos em parceira com grandes cervejarias e P&D do SENAI (Vassouras/RJ). Idealizadora e coordenadora do curso técnico cervejeiro do Grupo UNIASSELVI/FAMEBLU. Atua como jurada em concursos nacionais e internacionais de cervejas e realiza trabalhos de consultoria na indústria cervejeira além de treinamentos e cursos relacionados ao setor. Organizadora tecnica desde a primeira edição do Concurso Brasileiro de cerveja do Festival Brasileiro de cerveja.No Science of Beer é responsável pelas aulas de Técnicas de Degustação de Cerveja e Análise Sensorial.

B = Bia Amorim

Sommelière de cervejas pela Doemens Academy, formada em hotelaria pelo Senac e pós-graduada em Gestão de Negócios de Alimentação. De 2010 ao fim de 2011, como Gerente de Marketing da Cervejaria Colorado, iniciou sua carreira no setor de cervejas Hoje, por meio da sua empresa, a Por Obséquio, segue fazendo eventos de degustação e harmonização, aulas e palestras sobre cervejas artesanais. Bia assina colunas sobre cerveja em veículos como os portais Papo de Homem e Mixology News, e é guia etílica em passeios cervejeiros guiados para fábricas e bares. Também organiza festivais de gastronomia em sua cidade, Ribeirão Preto, no estado de SP.

C = Carolina Oda

Uma das primeiras profissionais formadas em gastronomia a se especializar em cervejas do Brasil. Fez seu primeiro trabalho com cerveja em 2005, mas naquela época ainda não imaginava que esse seria o seu futuro. Somente depois da faculdade de gastronomia e de alguns estágios em cozinha, em 2008, começou a trabalhar, quase que sem querer, no mundo dos copos e maltes. Após experiências como assistente de consultoria - com Cilene Saorin, bar - Melograno , importadora - Tarantino e uma expedição gastronômica de 90 dias na Europa, atua hoje no mercado como gerente de cervejas na Cia. Tradicional de Comércio, sommelière do Ici Brasserie e professora do Science of Beer.

Sobre a Blondine

Sabores originais, qualidade e uma boa dose de ousadia. Essas seriam escolhas perfeitas se quiséssemos definir a Blondine em poucas palavras. Com cinco anos no mercado, o prestígio da cervejaria brasileira possibilitou à produtora artesanal de Itupeva, interior de São Paulo, tornar-se uma das maiores e mais respeitadas empresas do seu segmento no país. Especialista em criações e parcerias de sucesso, a marca valoriza seus rótulos unindo-se a grandes nomes do mercado cervejeiro brasileiro e acrescentando ingredientes que potencializam a qualidade e o sabor de cada produto. Tem em seu portfólio, por exemplo, cervejas com adição de café 100% arábica, de frutas - como amora, acerola, abacaxi e coco. Aos interessados em conhecer a produção, a cervejaria promove com regularidade o tour pela fábrica. Mais informações:

www.blondine.com.br
www.facebook.com/cervejariablondine
www.instagram.com/cervejariablondine

2 comentários: